Câmara realiza sessão solene de entrega de títulos de cidadão

A Câmara Municipal de Jaguariúna realizou na quinta-feira, dia 7 de dezembro, no Teatro Municipal Dona Zenaide, uma sessão solene para entrega do título de Cidadão Jaguariunense. Com a presença de familiares, amigos e demais autoridades, à solenidade foi aberta com a execução do Hino Nacional Brasileiro seguido pelo Hino de Jaguariúna.

Este ano a Câmara homenageou personalidades dos mais diversos setores da sociedade local e de cidades vizinhas, em virtude dos serviços de relevância prestados no objetivo do desenvolvimento do município, que contribuem ou contribuíram para o crescimento econômico e social de Jaguariúna. Entre os agraciados estão Drª. Conceição Oliveira Camilo, Pedro Machado Caldas, Tenente Marcos Viotto, Tenente Renato Chaves Filho, Ricardo Tucunduva, Padre Milton Modesto, Padre Siqueira, Padre Carlos Oliveira, Professor Beniamino Fábio Di Gioia, Tenente Coronel Denilson Colombo, Major Adriano Daniel, Capitão Peixoto, Sargento Cavalcante, Dom Luiz Gonzaga Filho, Francisco Almeida da Silva (Reginaldo Rossi Cover), os médicos cubanos,  André Duarte Moreira, Enrique Garrido, Dianelys Sanchez, Dayamis Bell Planche, Oscar Suárez Oviedo, Elisa Gavilan Sauchay e Damarys Consuegra Raez.

Os nomes dos homenageados foram indicados pelos vereadores e aprovados em plenário, por meio de Decreto Legislativo. Na solenidade, que faz parte do calendário oficial da Casa, vereadores e convidados fizeram o reconhecimento daqueles que contribuem, com seu trabalho e dedicação, para o desenvolvimento do município. “A concessão de cidadania é uma homenagem séria e de grande responsabilidade que a Câmara Municipal realiza anualmente”, afirmou o presidente do Legislativo, Romilson Silva.

A solenidade de entrega dos títulos foi iniciada com a formação da Mesa que teve a presença do prefeito Gustavo Reis, vereadores e autoridades  regionais.

Para abrilhantar a noite teve a apresentação do grupo musical “Trio Sarapalha”. O médico cubano Oscar recebeu com alegria o título de cidadão e falou em nome dos companheiros cubanos. “Fico muito emocionado e honrado, me senti valorizado e vou levar Jaguariúna sempre como minha segunda casa”, afirmou. O médico terminou dizendo que se sente de fato um cidadão Jaguariunense desde o princípio. “Desde quando vim para esta cidade, tanto eu como meus amigos, fomos muito bem acolhidos. Sempre levaremos na lembrança Jaguariúna, nossos pacientes e nossos amigos. Só temos que agradecer “, completou.

Matéria e fotos: Susi Baião

  

Comentários