Fundo de Pensão dos servidores municipais de Jaguariúna registra rendimento recorde em junho 

 Quando implantou o regime Estatutário para os servidores públicos municipais de Jaguariúna, que passou por um referendo entre a categoria e entrou em vigor a partir de junho de 2012, o prefeito Gustavo Reis buscava garantir uma modalidade que desse aos funcionários da Prefeitura a tranquilidade de saber que nada ameaçaria o recebimento de seu benefício ao se aposentar.  Hoje, passados pouco mais de sete anos de regime estatutário, os servidores podem se sentir seguros quanto a isso, pois a saúde financeira do fundo previdenciário é uma realidade.

A garantia é dada pelo diretor-presidente do Jaguariúna Previdência (Jaguarprev), Wagner Ferreira de Brito, ele mesmo um servidor de carreira com formação em Direito e grande experiência na área econômica.  “De janeiro de 2019 para cá o total acumulado soma R$ 11,5 milhões em juros, e desse total foram mais de 3,8 milhões somente no mês de junho. Além disso, contamos com um patrimônio de R$ 160 milhões, ou seja, quase o triplo dos R$ 67 milhões que havia quando assumimos”, revela.

Segundo ele, as principais fontes dos juros obtidos são aplicações feitas principalmente em fundos de investimento oferecidos pelos grandes bancos e o governo federal. “Tudo isso é feito com muita responsabilidade e transparência, pois temos canais de fiscalização dentro do Jaguarprev que garantem a devida austeridade no trato com o dinheiro público”, tranquiliza o diretor-presidente.

O balanço atual revela que até junho de 2019 o Jaguarprev aprovou e concedeu 143 benefícios, que somados têm um custo mensal de R$ 451,2 mil ao mês. Os benefícios pagos atualmente se dividem em 35 aposentadorias (R$ 166 mil por mês), 13 pensões por morte (R$ 39 mil mensais), 12 salários-maternidade (R$ 34 mil) e 83 auxílios-doença (R$ 211 mil). “Os afastados por motivo de doença somam 4,6% dos servidores estatutários na Prefeitura”, esclarece Wagner.

A realidade do Jaguarprev revela que enquanto outros regimes existentes estão quebrados ou em situação financeira delicada, a situação em Jaguariúna é bem diferente. Do total de servidores municipais que a Prefeitura possui, 1787 são estatutários, ou seja, a maioria absoluta dentre os quase 2 mil em atividade. Informado sobre o mais recente balanço do Jaguarprev, o prefeito Gustavo Reis parabenizou a Diretoria Executiva do Fundo Municipal de Previdência.

“Fico feliz em constatar que fizemos o melhor pelos servidores municipais e que temos as pessoas certas para o gerenciamento dos benefícios dos servidores, pois muitas famílias dependem disso. Parabéns ao Wagner e a todos da equipe”, disse.

A atual gestão do Jaguarprev cumpre mandato no período 2017/2020. É composta pelo Diretor- Presidente, Wagner Ferreira de Brito, diretora do Administrativo-Financeiro, Patrícia Dal’ Bó de Oliveira Verdi e Diretor de Previdência, Rogério de Oliveira Goivinho Filho.

 


Comentários