Prefeitura de Jaguariúna adota capina elétrica nas vias públicas

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria de Obras e Serviços, deu início nesta semana a uma forma inovadora e sustentável de contenção do mato nas vias públicas da cidade. A secretaria começou a utilizar nesta quinta-feira (22) a capina elétrica, procedimento que utiliza descargas elétricas para matar plantas daninhas e evitar a proliferação do mato nas áreas urbanas.

A técnica, adotada em parceria com a empresa Corpus Saneamento e Obras, está sendo usada em fase de testes na cidade, na Avenida Laércio José Gothardo (Avenida Marginal), e deverá ser levada para outros bairros.

“É uma inovação e uma contribuição ambiental, pois a capina elétrica substitui com muitas vantagens a capina química, que é nociva ao meio ambiente”, explica a secretária de Obras e Serviços, Fernanda Santana. “Estamos fazendo esse teste com o equipamento na Avenida Marginal, durante três dias, nesta quinta, sexta e sábado, com a possibilidade de levar para outros bairros, caso o serviço seja aprovado”, afirma Fernanda.

O equipamento utiliza a energia de um gerador e transformador, acoplados num trator, para produzir descargas elétricas que são aplicadas diretamente sobre as plantas. Essas descargas atingem folhas, seiva e as raízes das plantas daninhas, eliminando-as de uma forma mais eficiente e econômica.

Segundo a secretária Fernanda Santana, a tecnologia da capina elétrica permite o controle de plantas daninhas, respeitando as restrições de órgãos reguladores como a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), ao uso de herbicidas nocivos ao ambiente urbano e rural.

O equipamento utiliza descargas elétricas controladas de alta tensão que eliminam brotos e raízes mais profundas, que não são atingidas pelos herbicidas comuns. As descargas são ajustadas para erradicar as plantas sem causar nenhum prejuízo ao solo, à fauna e à flora local (o foco é somente as ervas daninhas a serem eliminadas).

  

Comentários