20 dias para zerar a fila de troca de lâmpadas queimadas em Mogi Mirim

No total, 4.500 lâmpadas serão trocadas em 12 meses. Investimento é de 3,5 milhões

A Prefeitura de Mogi Mirim vai zerar, nos próximos 20 dias, a fila de espera por troca de lâmpadas queimadas da iluminação pública. As novas lâmpadas de Led já chegaram e o serviço de troca foi iniciado esta semana. Atualmente, a Prefeitura registra cerca de 250 pedidos protocolados para a troca de lâmpadas queimadas nas ruas e praças do Município.

Já chegaram à Secretaria de Serviços Municipais 500 lâmpadas novas de 100 watts para a substituição imediata dos pontos que estão queimados. Até sexta-feira (25), outras 300 lâmpadas de 150 watts deverão chegar ao depósito municipal.

A intenção da prefeitura é zerar a fila de protocolos em 20 dias, para que posteriormente, a equipe de manutenção possa atender aos novos pedidos que forem protocolados com agilidade, em um prazo de 3 a 5 dias no máximo. “Vamos colocar 3 equipes na rua nos próximos dias para zerar a fila de espera e iluminar a cidade como um todo, no menor tempo possível”, comentou o secretário de serviços municipais, Ernani Gragnanello.

Nova Tecnologia

No total, 4.500 lâmpadas queimadas ou antigas – de sódio, vapor metálico, vapor de mercúrio e fluorescente – serão trocadas nos próximos 12 meses, por lâmpadas de Led. As lâmpadas de Led são muito mais econômicas, sustentáveis e duram mais tempo.

No entanto, dos atuais 15.648 pontos de iluminação pública em Mogi Mirim, apenas 1.067 já possuem lâmpadas de Led.

Rendimento

Mesmo com o atraso decorrente da falta de produtos de qualidade, falta de mão de obra e de estrutura para a troca, somente neste ano a secretaria de serviços Municipais já providenciou a troca de 2.250 lâmpadas em áreas públicas.

Um comparativo entre os 5 primeiros meses de 2020 e os 5 primeiros meses de 2021 mostra que, enquanto no ano passado, gastou-se R$ 247 mil com a mão de obra para a troca de lâmpadas, este ano foram gastos R$ 97 mil com mão de obras e foram realizados 1.200 atendimentos a mais que na gestão anterior.

 

 

  

Comentários