36ª Cascavel de Ouro disponibiliza 15 vagas a pilotos que não atuam na Gold Turismo

Regulamento do evento mais tradicional do automobilismo brasileiro garante 40 das 55 vagas aos pilotos que disputam temporada regular do campeonato

Evento mais tradicional do automobilismo brasileiro, que chega em 2022 à sua 36ª edição, a Cascavel de Ouro terá na pista do Autódromo Internacional Zilmar Beux, no dia 29 de outubro, pilotos e carros da Gold Turismo. Formatada em quatro corridas com duração de meia hora, cada, a prova que põe em disputa o troféu mais tradicional do esporte brasileiro terá seu grid formado por 55 carros. Destes, 40 estão definidos a partir da regra que estipulou preferência de vaga no grid para os pilotos que disputam o campeonato regularmente.

“As últimas edições da Cascavel de Ouro trouxeram corridas de longa duração, que não estão previstas no regulamento da Gold Turismo. Como a categoria foi escolhida para cumprir o evento deste ano, adaptamos o formato das quatro corridas, com paradas muito rápidas para as operações de reabastecimento dos carros e eventuais trocas de pilotos”, explica Luc Monteiro, organizador do campeonato. “A pega vai ser, no fim das contas, tão forte quanto a de uma corrida longa. Os pilotos aprovaram a ideia”, ele conta.

Os que disputaram as primeiras etapas da Gold Turismo, em Interlagos, tiveram preferência pelas vagas do grid. “Estipulamos um prazo de três semanas para as inscrições destes pilotos, que totalizaram 40 carros. Em caso de excedente de inscrições, os pilotos destes 40 carros estarão isentos de qualquer procedimento pré-classificatório. Para as outras 15 vagas já há quatro inscritos. Se passarmos de 15, teremos uma corrida de ‘repescagem’ para sabermos quem disputa a Cascavel de Ouro”, explica o promotor do evento, Edson Massaro.

A abertura das 15 vagas foi possível graças à separação do grid. Os carros da classe Light, uma das quatro que compõem a Gold Turismo, terão duas provas próprias, cada uma com duração de 40 minutos, que além de contarem pontos pelo campeonato colocarão em disputa a 3ª Cascavel de Prata. “Os carros da Light têm uma configuração técnica diferente dos que integram a Pro, a Super e a Master. É justo que haja um grid à parte para eles, e acredito que na Cascavel de Prata chegaremos a pelo menos 30 inscritos”, estipula Monteiro.

Em 2021 o evento teve na pista os pilotos e carros da Gold Classic, na etapa que definiu os campeões da temporada. Os paulistas Caio Lacerda, com um Aldee-VW, e Alexandre Peppe, com um VW Passat, conquistaram a vitória na Cascavel de Ouro e na Cascavel de Prata, respectivamente. A Gold Classic também irá compor a programação do evento de outubro em Cascavel, sob perspectiva de mais de 80 carros na pista – o pelotão será dividido em dois grids, de acordo com as categorias. Serão quatro corridas válida pela Gold Classic.

As quatro corridas da 36ª Cascavel de Ouro ocorrerão em uma janela de três horas, das 14h às 17h, com transmissão ao vivo para todo o Brasil pela TV Cultura. A geração de imagens estará a cargo da Master TV. A narração será de Osires Júnior, com comentário de Deivicris de Cristo. As provas da Cascavel de Prata e da Gold Classic terão transmissão ao vivo pelo YouTube e por plataformas digitais que serão informadas aos seguidores das páginas de Facebook e dos perfis @goldclassicbrasil e @goldturismobrasil no Instagram.

Legenda 1 – A Cascavel de Ouro de 2022 terá os carros da Gold Turismo na pista

Crédito: Daniel Gomes/SiGCom

Legenda 2 – A Gold Turismo teve grid formado por 57 carros na etapa anterior, em Interlagos

Crédito: Daniel Gomes/SiGCom

Legenda 3 – As duas etapas finais da Gold Turismo acontecerão em pistas paranaenses

Crédito: Daniel Gomes/SiGCom

Legenda 4 – Lacerda e Peppe receberam a Cascavel de Ouro e a Cascavel de Prata de 2021 das mãos do prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos

  

Comentários