A MÃE DELA

Todos nós temos mãe,
Pobre, culta ou analfabeta,
Isso nunca nos afeta.
Quantas mães são carinhosas,
Outras cobertas de zelo.
Há também mães displicentes,
Quantas servem de modelo.
Os outros também têm mãe
E devemos respeitar.
É mãe igual a nossa,
É a rainha do lar.
Meu amor também tem mãe,
Eu entrei na parentela.
Sempre amei a minha mãe,
Amo também a mãe dela.

*Página do livro número 1 “Jardineiro da Alma” do escritor Valter Máz, já lançado.
*Homenagem ao Dia da Sogra, que comemoramos dia 28 de março.

  

Comentários