Até 30% dos pacientes faltam de consulta nos postos de saúde de Mogi Guaçu

4585

Mogi Guaçu conta com uma estrutura de saúde que vai da prevenção ao atendimento de casos mais complexos. A cidade possui 24 unidades de saúde para atendimento básico, ou seja, para os casos que dispensam situações de urgência e emergência.

A procura por consulta e atendimento é grande. E mesmo assim, tem quem não compareça. Segundo a Secretaria de Saúde, até 30% dos que agendam consulta nas unidades de saúde faltam no dia e horário marcados.

O serviço de agendamento de consultas básicas funciona em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e nas USFs (Unidades de Saúde da Família), das 7h às 16. Mogi Guaçu conta com oito UBSs e 16 USFs, divididas em 24 unidades de saúde.

Para agendar as consultas, é preciso comparecer ao posto de saúde de sua região munido de cartão SUS (Sistema Único de Saúde) ou do cartão saúde. Se a consulta a ser agendada é a primeira do paciente, este deve também levar um comprovante de residência. Vale lembrar que qualquer alteração cadastral deve ser reportada à unidade em que estiver inscrito.

São atendidos de forma prioritária casos de maior necessidade. A proximidade entre o agendamento e a consulta depende da unidade de saúde e da gravidade do caso.

Se o tratamento exigido não existir no município, a consulta em outra localidade deverá ser feita pela Central de Regulação Municipal, quando encaminhada pela Unidade Básica de Saúde.

Diversos fatores fazem com que a consulta marcada demore mais do que o ideal. O crescimento da cidade e a dificuldade de receber repasses do Governo Federal são exemplos disso.

As unidades de saúde estão ficando cada vez mais sobrecarregadas, pois cada uma é responsável por uma área geográfica da cidade e, com a falta de investimentos de custeio parciais por parte do Governo Federal, a saúde municipal fica impedida de expandir seu quadro de atendimento.

Nos últimos anos, o Município contou com a inauguração de três unidades básicas de saúde, com a ampliação de outras duas e melhorias nas demais. Mogi Guaçu é hoje a cidade que possui a menor densidade populacional para cada unidade de saúde: menos de 6 mil pessoas para cada UBS/PSF.

Outro problema encontrado pela Secretaria de Saúde de Mogi Guaçu é a falta de profissionais no mercado. O número de pessoas que trabalham nas USFs e UBSs é de 420.

Nos próximos anos, espera-se que a formação de profissionais de saúde pelo curso de Medicina da Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro” ajude a ampliar o quadro de funcionários nas unidades de saúde.

AGENDAMENTO

Para agilizar o atendimento, os postos adotaram o sistema de preenchimento de vagas. O munícipe pode ir até a unidade de saúde e, se o paciente que estava agendado desistir ou faltar de sua consulta, este será inserido em sua vaga.

Para cancelar uma consulta basta ligar ao posto de saúde na qual a pessoa está agendada. Se caso for uma consulta com especialista, o paciente deve ligar na Central de Regulação Municipal, no telefone (19) 3811-7277.

 

 

  

Comentários