Copa Truck: Interlagos tem casa cheia nas vitórias de Monteiro e Andrade

Sexta etapa, realizada neste domingo (21) em São Paulo, foi recheada de disputas, ultrapassagens e até alguns acidentes. Vitória coloca pernambucano da Volkswagen de volta à liderança do campeonato

 

Resumo do conteúdo

– Primeira corrida teve pódio formado por Beto Monteiro, Felipe Giaffone e Paulo Salustiano;

– Na segunda, o top-3 foi com Roberval Andrade, André Marques e Felipe Giaffone;

– Próximo encontro da Copa Truck acontece no circuito de Tarumã, no Rio Grande do Sul, nos dias 17 e 18 de setembro.

==

Interlagos teve casa cheia para a sexta etapa da temporada 2022 da Copa Truck, disputada neste domingo (21) no autódromo da zona sul de São Paulo. O público compareceu em peso, enchendo as arquibancadas da reta principal. Com duas corridas bastante movimentadas, as vitórias ficaram com Beto Monteiro, da Volkswagen, e com Roberval Andrade, da Mercedes-Benz.

Com a vitória na primeira corrida mais o quarto lugar na segunda prova, o pernambucano retorna à liderança do campeonato, agora com 192 pontos, quatro a mais que Wellington Cirino, que em Interlagos terminou as provas na sétima e oitava colocações depois de ter largado das últimas posições após uma penalização relacionada à sessão de classificação do sábado (20). Punição também sofrida por Roberval Andrade, que escalou o pelotão na primeira prova para terminar em quarto e vencer a segunda corrida.

A primeira prova teve interrupção por bandeira vermelha antes mesmo da conclusão da primeira volta. Uma batida na largada envolvendo Jaidson Zini, Danilo Alamini, Luiz Lopes e Rodrigo Taborda deixou muitos detritos e dois caminhões parados na reta principal. Ninguém se feriu, e a disputa foi reiniciada alguns minutos depois.

O pole position Felipe Giaffone fez o que pôde para se manter à frente de Beto Monteiro, que colocava intensa pressão sobre o piloto da Iveco. Na segunda metade da prova, quando se defendia dos ataques de Monteiro, Giaffone cometeu um pequeno erro na frenagem para o S do Senna – a maior redução de velocidade do circuito, onde as pastilhas de freio fornecidas pela Fras-le podem superar os 800ºC – e Beto enfim concluiu a ultrapassagem para não perder mais a ponta.

Paulo Salustiano concluiu a prova na terceira posição, seguido de Roberval Andrade, Débora Rodrigues, José Augusto Dias, Wellington Cirino e o campeão de 2021 André Marques fechando os oito primeiros que inverteram as posições para a largada da segunda prova.

Roberval Andrade não quis perder tempo. Imprimindo ritmo forte, ele logo ascendeu à liderança da corrida, enquanto Marques tentava se aproximar, sem sucesso. Atrás dos dois, novamente Felipe Giaffone e Beto Monteiro protagonizavam disputa pela terceira posição – praticamente uma repetição da briga da primeira corrida.

O final, desta vez, foi diferente. E por muito pouco. A intensa pressão de Beto sobre Giaffone quase deu certo, e os dois receberam a bandeirada praticamente lado a lado: na linha de chegada, o Iveco cruzou apenas dois milésimos de segundo (0,002s) à frente do Volkswagen e Giaffone ficou com a terceira posição, com Monteiro em quarto. José Augusto dias, Djalma Fogaça, Evandro Camargo, Wellington Cirino, Raphael Abbate e Djalma Pivetta fecharam os dez primeiros colocados.

Os resultados conquistados por Beto Monteiro em Interlagos o levaram novamente à liderança do campeonato. Agora com 192 pontos, o pernambucano soma apenas quatro a mais que o paranaense Wellington Cirino. Giaffone segue em terceiro, agora com 178, seguido por Salustiano (156) e Roberval Andrade, que subiu à quinta posição com 154 pontos. Débora Rodrigues (150) em sexto, Jaidson Zini (111), Adalberto Jardim (82) e Luiz Lopes (82), e Djalma Fogaça (70) fecham os dez maiores pontuadores da Copa Truck em 2022 até o momento.

Restam agora três etapas para o final do campeonato, que serão distribuídas em dois encontros. O próximo deles, no veloz circuito de Tarumã, no Rio Grande do Sul, acontece nos dias 17 e 18 de setembro e será válido pelas etapas de número 7 e 8.

A Fras-le, maior fabricante de materiais de fricção da América Latina e um dos líderes mundiais, é a fornecedora oficial de pastilhas de freio para a Copa Truck, proporcionando eficiência e segurança nas frenagens dos caminhões mais rápidos do planeta.

Fala, piloto!
“Foram corridas muito boas e disputadas. O Felipe (Giaffone) é um super piloto. Agradeço por poder disputar com ele, em uma briga bem técnica. Eu tinha o caminhão mais equilibrado, mas foi uma disputa muito limpa. Temos segurança nas disputas com os freios que temos hoje em dia. Na segunda corrida faltou um pouquinho para superar o Felipe, mas o objetivo era voltar à liderança”.
(Beto Monteiro, R9 Competições, Volkswagen #88)
Vencedor da Corrida 1

Fala, piloto!
“Eu fiquei muito chateado com a desclassificação de sábado. Acho que houve um erro da equipe. A CBA poderia pensar mais na possibilidade de corrigir para uma advertência, porque a penalidade de largar de último dói muito. Acordei muito confiante, sabendo que tinha condição de buscar uma vitória. Foi minha 11ª vitória na Copa Truck. Gosto muito de Interlagos e corri hoje com um ritmo muito forte. Na segunda corrida, eu corri alguns riscos porque a pista estava escorregadia. Com a pista mais fria, dá para abusar mais dos freios, porque a temperatura é menor. Mas nada é fácil quando você tem de passar 24 caminhões na sua frente e chegar em primeiro com muita gente competente na pista e tantas equipes de alto nível. Depois ficou suave e fiquei muito feliz de ter conquistado essa vitória, então fico honrado e agradecido à minha equipe”.
(Roberval Andrade, ASG Motorsport, Mercedes-Benz #15)
Vencedor da Corrida 2

Resultado extra-oficial Corrida 1 (Top-10)
1. Beto Monteiro (Volkswagen)
2. Felipe Giaffone (Iveco)
3. Paulo  Salustiano (Volkswagen)
4. Roberval Andrade (Mercedes-Benz)
5. Débora Rodrigues (Volkswagen)
6. José Augusto Dias (Volkswagen)
7. Wellington Cirino (Mercedes-Benz)
8. Fábio Fogaça (Mercedes-Benz)
9. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz)
10. Djalma Pivetta (Iveco)

Resultado extra-oficial Corrida 2 (Top-10)
1. Roberval Andrade (Mercedes-Benz)
2. André Marques (Volkswagen)
3. Felipe Giaffone (Iveco)
4. Beto Monteiro (Volkswagen)
5. José Augusto Dias (Volkswagen)
6. Djalma Fogaça (Mercedes-Benz)
7. Evandro Camargo (Mercedes-Benz)
8. Wellington Cirino (Mercedes-Benz)
9. Raphael Abbate (Iveco)
10. Djalma Pivetta (Iveco)

Classificação do campeonato (extra-oficial – Copa Truck):

1. Beto Monteiro – 192 pontos
2. Wellington Cirino – 188
3. Felipe Giaffone – 178
4. Paulo Salustiano – 156
5. Roberval Andrade – 154
6. Débora Rodrigues – 150
7. Jaidson Zini – 111
8. Adalberto Jardim – 82
9. Luiz Lopes – 82
10. Djalma Fogaça – 70
11. André Marques – 56
12. Regis Boessio – 46
13. Danilo Dirani – 40

Sobre a FRAS-LE:

A Fras-le destaca-se por ser um powerhouse de reposição em autopeças, reunindo produtos de alta qualidade e marcas reconhecidas pelo mercado em seu portfólio. Além disso, é uma das maiores fabricantes mundiais de material de fricção, atendendo os segmentos de montadoras e reposição. A companhia desenvolve, produz e comercializa produtos para automóveis, motos, veículos pesados, aviação e também para as linhas ferroviária e industrial. Com unidades nos Estados Unidos, China, Argentina, Uruguai e Índia, possui 11 plantas industriais, seis centros de distribuição, quatro escritórios comerciais, dois centros de tecnologia e desenvolvimento e uma equipe capacitada para atender os clientes em mais de 125 países nos cinco continentes, oferecendo mais de 14 mil referências em soluções em autopeças. Desde 1996 a Fras-le é controlada pelas Empresas Randon.

A empresa é líder no mercado de reposição e coloca ao alcance do consumidor produtos com a qualidade da peça original, por meio das marcas Fras-le, Lonaflex, Fremax, Controil e Nakata. Desde 2016, a Fras-le é a fornecedora oficial das pastilhas de freio dos carros da Stock Car, Stock Light e Mercedes-Benz Challenge.  A Fremax, desde 2004, também é a fornecedora oficial dos discos de freio da Stock Car,  assim como das categorias Stock Light, Mercedes-Benz Challenge, Porsche GT3 Cup, Sprint Race e Old Stock.

  

Comentários