Copa Truck: Paraná faz a festa em Londrina para o novo líder do campeonato

Wellington Cirino venceu sua quinta corrida em dez disputadas na temporada e contou com os contratempos do então líder Beto Monteiro para assumir a ponta na tabela. Paulo Salustiano venceu a segunda prova no quente circuito do norte paranaense neste domingo (10)

Londrina (PR) recebeu a Copa Truck com muito sol e calor na tarde deste domingo (10). O circuito de 3.145 metros registrava temperaturas de 45,1 graus Celsius minutos antes da largada, enquanto a temperatura ambiente esteve na casa dos 27 graus. As duas corridas, bastante disputadas, tiveram vitória do paranaense Wellington Cirino, da Mercedes-Benz, e do paulista Paulo Salustiano, da Volkswagen.

Em uma pista de médias de velocidade mais baixas em comparação com outros circuitos, a exigência com os freios era significativamente menor; por isso, os pilotos tinham de trabalhar para manter as temperaturas do conjunto mais altas e economizar no resfriamento. Em média, nas provas deste domingo, as pastilhas chegaram a registrar quase 660 graus de pico segundo aferição realizada pela engenharia da Fras-le, fornecedora oficial das pastilhas de freio da categoria.

Wellington Cirino largou pela primeira vez da pole position no ano e venceu pela quinta vez em dez provas. Beto Monteiro era o segundo colocado, mas teve de cumprir passagem obrigatória pelos boxes por causa do excesso de emissões e terminou na 16ª posição geral. Assim, Roberval Andrade ficou com o segundo lugar e completou a dobradinha da Mercedes, com Paulo Salustiano fechando os três primeiros.

Na inversão dos oito primeiros colocados do grid, o paranaense Jaidson Zini largou na frente com Evandro Camargo em segundo. Camargo, no entanto, escapou da pista na primeira curva, rodou e ficou virado de frente com os caminhões que vinham pela pista. Felizmente, todos conseguiram desviar e a prova continou.

Salustiano foi galgando posições até ultrapassar Zini – com um leve toque entre os dois no final da reta oposta, o que rendeu ao piloto do Volkswagen #55 uma advertência e a adição de três pontos em sua cédula desportiva -, e dali em diante o paulista abriu distância tranquila enquanto Zini tentava se manter em sua posição. Ele só foi superado novamente por Roberval Andrade, que terminou novamente na segunda posição. Zini fechou o pódio em terceiro.

Cirino, vencedor da primeira corrida, terminou a segunda com bons pontos e o sétimo lugar, tendo Beto Monteiro em oitavo – o pernambucano da Volkswagen cruzou a linha de chegada em quarto, mas recebeu uma punição de 20 segundos em seu tempo de prova, novamente por excesso de emissões.

A tabela do campeonato antes de Londrina tinha Beto Monteiro com seis pontos de vantagem sobre Wellington Cirno. Após as corridas deste domingo, agora é Cirino o novo líder, e com seis pontos de vantagem sobre o oponente (164 a 158). Felipe Giaffone, que teve de largar do final do grid e conquistou um nono e um sexto lugar, segue em terceiro na tabela com 144 pontos. Paulo Salustiano segue em quarto, agora com 138, seguido de Débora Rodrigues fechando os cinco primeiros colocados.

A próxima etapa da temporada acontece em São Paulo (SP) no dia 21 de agosto, no Autódromo de Interlagos.

A Fras-le, maior fabricante de materiais de fricção da América Latina e um dos líderes mundiais, é a fornecedora oficial de pastilhas de freio para a Copa Truck, proporcionando eficiência e segurança nas frenagens dos caminhões mais rápidos do planeta.

Falem pilotos!
“A disputa foi muito boa. Londrina nos recebeu com um público maravilhoso, e fiquei muito contente com o carinho que eles têm pelas corridas de caminhão no Brasil. Apesar do calor, aqui a gente pôde abusar um pouco mais da temperatura dos freios e das pastilhas. Usei muito pouco da refrigeração líquida, e o conjunto esteve excelente o tempo todo, e a qualidade do material é o que está nos permitindo andar muito rápido e conseguir equilibrar o caminhão”.
(Wellington Cirino, ASG Motorsport, Mercedes-Benz #6)
Vencedor da Corrida 1 e novo líder do campeonato

“No quesito freio nem tem o que falar. Com as pastilhas Fras-le, os freios ficam fantástico. Tivemos problemas de temperatura de motor, de pressão de óleo, mas com os freios a gente não precisa se preocupar. Queria agradecer muito à Fras-le por essa parceria saudável, e que tem feito a gente caminhar cada vez mais para a frente. Na minha corrida, o toque no (Jaidson) Zini foi sem querer; eu errei o cálculo achando que já tinha passado por completo, ainda consegui tirar depois, mas ainda assim levei uma advertência, mas no final deu tudo certo e pudemos levar esta vitória para casa”.
(Paulo Salustiano, R9 Competições, Volkswagen #55)
Vencedor da Corrida 2

Resultado Corrida 1 (top-10 extra-oficial0
1. Wellington Cirnio (Mercedes)
2. Roberval Andrade (Mercedes)
3. Paulo Salustiano (Volkswagen)
4. André Marques (Volkswagen)
5. Débora Rodrigues (Volkswagen)
6. Adalberto Jardim (Protótipo)
7. Evandro Camargo (Mercedes)
8. Jaidson Zini (Mercedes)
9. Felipe Giaffone (Iveco)
10. Raphael Abbate (Iveco)

Resultado Corrida 2 (top-10 extra-oficial0
1. Paulo Salustiano (Volkswagen)
2. Roberval Andrade (Mercedes)
3. Jaidson Zini (Mercedes)
4. André Marques (Volkswagen)
5. Débora Rodrigues (Volkswagen)
6. Felipe Giaffone (Iveco)
7. Wellington Cirino (Mercedes)
8. Beto Monteiro (Volkswagen)
9. José Augusto Dias (Volkswagen)
10. Danilo Alamini (Volkswagen)

Classificação do campeonato (Top-10):
1. Wellington Cirino, 164
2. Beto Monteiro, 158 pontos
3. Felipe Giaffone, 144
4. Paulo Salustiano, 138
5. Debora Rodrigues, 127
6. Roberval Andrade, 120
7. Jaidson Zini, 91
8. Adalberto Jardim, 82
9. Luiz Lopes, 82
10. Djalma Fogaça, 46

Sobre a FRAS-LE:

No mercado há mais de 68 anos e uma das cinco maiores fabricantes mundiais de materiais de fricção, a Fras-le, que faz parte das Empresas Randon, é uma marca reconhecida globalmente. Com mais de 12 mil referências  nas marcas FRAS-LE & Lonaflex, a empresa coloca ao alcance do consumidor uma linha completa de produtos de fricção da mais alta qualidade, desenvolvidos e testados em seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, um dos  mais bem equipados do mundo, que conta com laboratórios químico, físico, piloto e o Centro Tecnológico Randon, um centro de testes por excelência.

A empresa expandiu seu portfólio com a aquisição, em 2012, da Controil, que fabrica componentes para freios e embreagens e polímeros automotivos. Em 2018, mais 2.500 referências com a marca FREMAX foram incorporadas ao mix de produtos da FRAS-LE, com a aquisição da empresa, que produz discos, tambores de freios e cubos de roda.

Desde 2016, a Fras-le é a fornecedora oficial das pastilhas de freio dos carros da Stock Car, Stock Light e Mercedes-Benz Challenge.  A FREMAX, desde 2004,  também é a fornecedora oficial dos discos de freio da Stock Car,  assim como das categorias Stock Light, Mercedes-Benz Challenge, Porsche GT3 Cup, Sprint Race e Old Stock

Recentemente, a FRAS-LE concluiu a aquisição da Nakata Automotiva que, dentre os principais itens estão amortecedores, terminais e barras de ligação e direção, pivô e bandejas de suspensão, juntas homocinéticas, componentes de eixos cardan e diferencial.

A Fras-le, seja através das suas aquisições ou no desenvolvimento de materiais mais inteligentes (mais leves, eficientes e com materiais primas mais sustentáveis) tem construído uma plataforma cada vez mais diversa, de itens fricção e não fricção, estando atenta aos movimentos e necessidades do mercado global.

  

Comentários