fbpx

Em Live, prefeito de Jaguariúna faz apelo à população para reduzir casos de Covid

De Jaguariúna

O prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis (MDB), fez um desabafo e um apelo à população da cidade para que cumpram as regras de isolamento social e de higiene impostas pela fase vermelha do Plano São Paulo de combate à Covid-19. Em live realizada neste domingo (07) e transmitida em suas redes sociais, o chefe do Executivo disse que “a situação é delicadíssima” e que o momento exige o “sacrifício” de todos.

“Não é brincadeira. Estamos numa situação delicadíssima. A pandemia já tem um ano e esse é o pior momento. O nosso Hospital Municipal extrapolou o limite de leitos de UTI na sexta-feira (06). Imagine se você precisar de atendimento em UTI ou algum parente, pai, mãe, irmão, que precise de UTI? Não vai ter leito pra todo mundo. O momento é de sacrifício e de colaboração de todos”, disse o prefeito. “Usem máscara, higienizem as mãos com água e sabão ou álcool em gel com frequência, não façam aglomerações, não façam festas. Não é momento para comemorações”, apelou Gustavo Reis.

O prefeito também citou o crescimento da contaminação por coronavírus na cidade e no Estado. “Os números são impressionantes. A cada dois minutos, três pessoas são internadas em enfermarias e UTIs com Covid no Estado. Só nesta semana, morreram 10 mil pessoas por Covid. É como se tivesse caído 55 aviões da Boeing e todos os passageiros tivessem morrido”, comparou Gustavo.

O chefe do Executivo ainda criticou as pessoas que negam a Ciência e insistem em não seguir as recomendações de saúde. “Chega de negacionismo. Quantas pessoas ainda terão que morrer para as pessoas se conscientizarem que é preciso seguir o que diz a Ciência? É inacreditável, chega a ser ridículo, que ainda existam pessoas que não acreditam na Ciência e as regras de isolamento. Esse negacionismo está levando o Brasil ao colapso na saúde”, completou o prefeito.

Gustavo também fez um balanço das ações de enfrentamento à Covid-19 adotadas por Jaguariúna desde o início da pandemia, como a criação e manutenção da Unidade de Campanha, a contratação de profissionais da saúde e a criação de 15 leitos de UTI e de mais leitos clínicos no Hospital Municipal Walter Ferrari, entre outras.

Desde sábado, Jaguariúna e todas as cidades do Estado de São Paulo foram reclassificadas na fase vermelha do Plano São Paulo do Governo do Estado, devido ao agravamento dos casos de contaminação pelo coronavírus. A fase vermelha é a mais restritiva em relação à mobilidade urbana e serviços não essenciais, permitindo aos comércios apenas o atendimento pelos sistemas de delivery, drive-thru e entrega rápida.

  

Comentários