fbpx

Iniciadas as obras do Hospital Municipal de Posse

As obras da primeira etapa do Hospital Municipal de Santo Antônio de Posse foram iniciadas nesta semana. O local escolhido para abrigar o prédio é a Rua Alexandre Fleming, centro da cidade, no lugar da garagem municipal. Nos primeiros dias da semana, o terreno foi limpo e os ônibus que estão no local serão transferidos para a nova garagem.

Com cerca de 320m², a fase inicial consiste na construção de dois pavimentos que serão designados para funcionar, a princípio, como uma extensão do Pronto Socorro. O investimento na obra é de aproximadamente R$ 1,2 milhão.

O tempo estimado para a finalização da construção gira em torno de dez meses. O contrato foi assinado em fevereiro, portanto, o término está previsto para o final de novembro. Logo após a entrega da obra, os dois pavimentos estarão prontos para o atendimento da população. A fim de atender a demanda, serão construídas duas salas para pequenas cirurgias.

Atualmente, os pacientes que necessitam de procedimento de baixa complexidade são encaminhados para o Hospital Ana Cintra, em Amparo. Em casos de quadros de alta complexidade é feita uma busca através da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS), e o paciente é encaminhado para o centro de saúde mais próximo que ofereça o tratamento necessário.

A respeito da razão pela qual a obra só teve início neste ano, o diretor de Planejamento da Prefeitura de Posse, Jorge Almeida, afirmou que a escassez de recursos arrecadados foi crucial. “Acredito que o ano de 2015 foi um ano difícil para prefeitura em termos de arrecadação de recursos. Para 2016, a estimativa é de que a arrecadação aumente. Por isso, foi desenvolvida essa pequena parte do projeto”, garante.

A secretária de Saúde Sônia Aparecida Alves informou que novos profissionais serão chamados para trabalhar no Hospital Municipal, mas que ainda não existe previsão para a contratação dos mesmos.

O projeto, como um todo, possui duas fases: a primeira será inaugurada este ano; já a segunda inclui a finalização do projeto e a construção de um centro cirúrgico, e, por ser mais complexa, demandará em torno de dois anos. Segundo Jorge, para dar seguimento à obra, estão previstas campanhas de arrecadação de verba através de convênios e parcerias.

Matheus Camargo Gomide 

  

Comentários