Itapira participa do 10º Encontro Paulista de Museus

Os coordenadores do Museu de História Natural ‘Hortêncio Pereira da Silva Júnior’, José Carlos Simão Cardoso Júnior, e do Museu Histórico e Pedagógico ‘Comendador Virgolino de Oliveira’, Eric Apolinário, participaram do 10º Encontro Paulista de Museus, realizado no Memorial da América Latina, em São Paulo, entre os dias 18 e 20 de julho.

Com uma programação ampla, o encontro abordou principalmente a relação entre a comunidade e os museus e trouxe como tema central “Gestão e Governança”. Foram realizadas palestras, conferências e mesas de apresentação e debates de projetos. “Foi um evento em que muito se falou em museu orgânico, com a participação ativa da sociedade. Foram vários exemplos como o MUQUIFU (Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos) de Belo Horizonte (MG), A Fundação Casa Grande – Memorial do Homem Kariri de Nova Olinda (CE) e a Comunidade Cultural Quilomaque de São Paulo. Mostraram a amplitude do tema, em que o espaço físico é o menos importante e que o prioritário são as relações humanas”, avaliou Cardoso Júnior.

Eric Apolinário também destacou os exemplos dos museus mineiro e cearense e enalteceu a qualidade do encontro. “Foi maravilhoso, com palestras e mesas ótimas, temas super atuais e com profissionais de diversas instituições, alguns com dificuldades muito parecidas com as que nós, de museus pequenos, enfrentamos. Além da participação de museus de outros estados também tiveram os internacionais, como a excelente palestra do Luigi Di Coratto, diretor da Fondazione Brescia Musei, da Itália”, lembrou.

Na quinta-feira, 19, o diretor de Cultura de Itapira, Ricardo Pecego, também esteve presente no encontro. A programação do dia foi especialmente voltada para questões de captação de recursos, sustentabilidade, gestão e governança. “Foi muito importante conhecer iniciativas como a de Nova Olinda (CE), que mesmo com poucos recursos transforma uma cidade de 15 mil habitantes com um público circulante de 75 mil em seus museus, mostrando eficiência na gestão e governança”, exemplificou Pecego.

De acordo com José Carlos Simão Cardoso Júnior, no encerramento do encontro foram abordadas as tendências na área de museus. “Ficou claro o vasto percurso a ser percorrido, como por exemplo, ações do Museum Next. Entretanto, com a relação de pertencimento da sociedade, o caminho se torna mais leve e relevante. A troca de conhecimentos nas Sessões ao Vivo também foi uma ótima experiência, pois os museus considerados pequenos, do interior e da periferia, puderam apresentar seus projetos, gerando inspirações para futuras ações”, concluiu.

“Este encontro estadual nos proporciona a possibilidade de interagir com coordenadores de museus de dezenas de cidades do interior e também da capital, agregando conhecimento, interatividade e estimulando nossa criatividade para novas ideias em relação à expografia, projetos museológicos e educativos”, finalizou Eric Apolinário.

O Encontro Paulista de Museus é organizado pelo Sisem-SP (Sistema Estadual de Museus de São Paulo) e hoje configura-se como o maior evento do setor museal paulista, reunindo anualmente mais de mil participantes. Espaço de reflexão e diálogo sobre diversos temas relacionados à museologia, o EPM consolidou-se como um importante espaço para a troca de experiências e debates entre profissionais de museus, gestores públicos de cultura, estudantes e interessados provenientes de todas as regiões do Estado de São Paulo e do Brasil.

  

Comentários