Prefeitura pede ajuda a Defesa Civil do Estado após chuva forte; prejuízo chega a R$1 milhão

A forte chuva que atingiu Santo Antônio de Posse na sexta-feira, dia 24 de fevereiro, gerou um prejuízo estimado em mais de R$ 1 milhão para o município. De acordo com a administração, foi calculado que a cidade recebeu cerca de 60 milímetros de chuva em menos de uma hora.

No dia 1º de março, o prefeito, Norberto de Oliverio Júnior, foi até a Defesa Civil do Estado de São Paulo e expôs a situação ao Tenente Coronel da PM, Homero de Giorge Cerqueira, Chefe de Gabinete no Palácio dos Bandeirantes, a fim de garantir recursos para reparar os estragos gerados pela tempestade.

Com alto volume de água, ventos fortes e granizo, o temporal arrastou veículos, derrubou residências, danificou prédios da prefeitura e vias públicas, que tiveram o asfalto levado pela força da água no dia 24.

No mesmo dia, um idoso foi arrastado pela enxurrada na Rua Amaro Ortiz de Campos, no bairro Vila Esperança, durante a tempestade. Em um vídeo que circula pelas redes sociais é possível ver que o homem tenta entrar em um carro estacionado, quando cai e é levado pela força da água. Após alguns metros, ele é resgatado por um homem de camiseta verde que estava em um estabelecimento na rua.

Além disso, a Guarda Municipal afirmou que uma árvore caiu na Rua Cinira Marques e que, na Rua Hortêncio Lala, uma casa desabou e área precisou ser interditada. Além da Rua São José, que também foi afetada e interditada.

Segundo o Executivo, ainda não há respostas concretas da Defesa Civil com relação às reivindicações feitas pelo prefeito no início do mês.

Matéria: Matheus Gomide

  

Comentários