Prefeitura, PM e ACIJ unem forças e lançam programa “Vizinhança Solidária no Comércio”

A segurança para que comerciantes de Jaguariúna possam trabalhar com tranquilidade, sem temer assaltos ou furtos em plena luz do dia, deve melhorar consideravelmente com a implantação de novo programa implementado pela Prefeitura, Polícia Militar e Associação Comercial e Industrial de Jaguariúna

A segurança para que comerciantes de Jaguariúna possam trabalhar com tranquilidade, sem temer assaltos ou furtos em plena luz do dia, deve melhorar consideravelmente com a implantação do programa “Vizinhança Solidária no Comércio”. Os detalhes do programa devem ser discutidos numa reunião marcada para próxima quinta-feira, 09, às 19h, na Associação Comercial e Industrial de Jaguariúna, entre comerciantes e representantes da Prefeitura, da Polícia Municipal e da Polícia Militar.

A novidade – lançamento do Vizinhança Solidária no Comércio – foi anunciada após a reunião ocorrida na manhã desta quinta-feira, 02, entre o prefeito Gustavo Reis, o comandante do Pelotão da Polícia Militar de Jaguariúna, Sub-Tenente PM Norder (Wendell Norder Rocha), o secretário municipal de Segurança Pública, Renato José de Almeida Chaves Filho, e o presidente da ACI Jaguariúna, João Rodrigues dos Santos.

A ação, segundo consenso entre os participantes, começa na semana do Dia das Mães. “Essa união de esforços busca dar a segurança que todos precisam para viver e trabalhar em paz, e nossos comerciantes são um segmento importante da economia local, por isso, merecem toda atenção e fazemos questão de colaborar no que for possível”, disse o prefeito.

Na avaliação dos comandantes da PM e da Polícia Municipal, o Vizinhança Solidária no Comércio será uma ferramenta a mais para garantir a tranquilidade, uma vez que funciona somando esforços entre os próprios interessados, os comerciantes. “Trata-se de prevenção primária de segurança, por isso, passaremos orientações aos comerciantes sobre comportamento das pessoas, posicionamento ideal das câmeras que captam imagens e até mesmo situação de fragilidade no próprio comércio”, explica o oficial.

“Sem falar que, paralelo ao Vizinhança Solidária no Comércio, no dia 16 de maio estaremos inaugurando a central de monitoramento do Centro de Operações e Inteligência (COI), que terá 40 câmeras, sendo 23 instaladas pela Prefeitura e outras 17 que serão acopladas, pois já funcionam de forma individual. E nunca é demais reforçar: qualquer atividade suspeita deve ser comunicada de imediato às forças de segurança pelos telefones 153 (da Polícia Municipal) ou 190, (da Polícia Militar), explica o secretário de Segurança Pública de Jaguariúna.

Por sua vez, enquanto representante legal dos comerciantes, João aprovou a iniciativa. “Tudo o que for implantado para melhorar a segurança da população, e os comerciantes são um segmento importante dela, tem o apoio e a participação da Associação Comercial. Vamos trabalhar pelo sucesso do programa Vizinhança Solidária no Comércio por um motivo simples: juntos, somos mais fortes”, disse.

 


Comentários