fbpx

Guaçu tem muitos danos causados pelo temporal

Neste primeiro dia de mutirão de limpeza, foram necessários 10 caminhões basculantes, 8 de carroceria aberta e três máquinas pá-carregadeiras

Neste primeiro dia de mutirão de limpeza, foram necessários 10 caminhões basculantes, 8 de carroceria aberta e três máquinas pá-carregadeiras

Um contingente de 80 trabalhadores foi colocado em ação na sexta-feira, dia 23, para limpar as áreas de Mogi Guaçu mais atingidas pelo forte temporal da tarde anterior. O serviço foi concluído no sábado, incluindo áreas da zona Norte.

A operação envolveu 50 trabalhadores da SSM (Secretaria de Serviços Municipais) e 30 da Saama (Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente), entre funcionários das duas pastas e de empresas contratadas.

Neste primeiro dia de mutirão de limpeza, foram necessários 10 caminhões basculantes, 8 de carroceria aberta e três máquinas pá-carregadeiras. A SOV (Secretaria de Obras e Viação) disponibilizou apoio às outras duas pastas.

O esforço maior se concentra na área central e nas regiões Sul e Oeste, principalmente em trabalhos de corte e remoção de árvores tombadas pela força dos ventos.

Segundo o secretário de Serviços Municipais, Osvaldo César Osório, o corte de 36 árvores rendeu 70 metros cúbicos de resíduos na região central, 41m³ na zona Sul e 21m³ na zona Oeste. A previsão é recolher mais 21m³ em áreas da região Norte.

Os danos na cobertura da USF (Unidade de Saúde da Família) do Jardim Hermínio Bueno, que sofreu destelhamento parcial, já foram reparados pela Proguaçu, que presta serviços de manutenção para a Secretaria de Saúde.

A Secretaria de Obras e Viação está providenciando o conserto dos equipamentos do sistema de ar condicionado do saguão do Paço Municipal que foram danificados pelos ventos.

Equipes da Elektro continuaram nesta sexta-feira os trabalhos para restabelecer o fornecimento de energia em locais onde a rede foi atingida pelo vendaval.

  

Comentários