Zona Azul em Jaguariúna tem tempo de tolerância e multa só motorista que não pagar pelo uso da vaga

Primeiros 10 minutos são gratuitos e usuário tem mais 10 minutos para regularizar uso da vaga, mas não pode sair sem validar a permanência, pois pode ser multado.

Os motoristas que pararem seu veículo em uma das vagas do estacionamento rotativo da área central de Jaguariúna, conhecido como Zona Azul, têm 20 minutos de tolerância para comprar o ticket e regularizar o pagamento pelo uso do estacionamento rotativo. Os primeiros 10 minutos serão gratuitos, desde que o veículo não fique mais que esse período na vaga.

Ultrapassando os 10 minutos iniciais (que são gratuitos) o motorista terá mais 10 minutos para comprar o ticket com o tempo de permanência que necessita, podendo variar, escalonadamente, até o limite de 8 horas.

Depois desses 20 minutos, caso o veículo não esteja com a taxa de permanência regularizada por um dos monitores da concessionária que explora o serviço na cidade, o motorista está sujeito à aplicação da multa prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Nilson Higino, diretor da concessionária Central Park, que responde pela administração das vagas da Zona Azul, explica: “Não há cobrança para quem estacionar por até 10 minutos, mas essa isenção é garantida somente se o motorista validar essa pequena parada informando o código mencionado no aviso ou a placa de seu veículo a um dos monitores da Central Park”.

Isso, segundo ele, pode ser feito por meio do aplicativo fornecido pela empresa, pelo funcionário da empresa que fiscaliza o uso das vagas ou num dos postos de atendimento da Central Park. “Se deixar correr os 10 minutos iniciais e continuar usando a vaga sem pagar, o motorista infrator terá um aviso colocado no para-brisa do veículo”, complementa Higino.

O ticket digital é vendido pelos monitores que circulam pelo local e dá direito a paradas de meia hora, de uma hora avulsa ou mais, até o limite de oito horas. Quando o prazo de 20 minutos for desrespeitado (somados os 10 minutos iniciais + 10 para regularizar a situação), o motorista fica sujeito a duas situações: terá que arcar com a chamada “cobrança postergada” no valor de R$ 12,00 (doze reais) e pode receber multa aplicada pela Polícia Militar (PM) ou pela Guarda Municipal (GM) de Jaguariúna, com base no CTB.

A cobrança postergada, no caso, é um boleto que deve ser pago à vista, a um dos monitores que circulam pela Zona Azul, ou na sede da Central Park, à Rua José Alves Guedes, 354 – Sala 06 da Galeria Pina, no centro.

COMO FUNCIONA

– O motorista chega e estaciona numa das vagas da Zona Azul;

– Ocupando a vaga por apenas 10 minutos, não precisará pagar pela permanência, mas terá que validar esse período por meio do aplicativo fornecido pela empresa, que pode baixar em seu telefone celular.

– E se o motorista não baixou o aplicativo? – Outras duas formas de validar o período de permanência é falar com um dos monitores da Central Park ou dirigir-se a um dos pontos fixos de atendimento;

– Como a Central Park sabe quanto tempo o veículo ficou na vaga? – O sistema aponta quanto tempo o veículo ficou estacionado na vaga. Se estiver dentro dos 10 minutos gratuitos, o motorista não pagará pelo uso.

– O motorista ultrapassa o tempo de 10 minutos gratuitos: como será cobrado? – Se ultrapassou, o usuário deve comprar o tempo que permanecerá ocupando a vaga, que pode variar de forma escalonada, indo de meia hora, uma hora e assim por diante, até o tempo máximo de 8 horas.

– Pontos fixos de venda: são 24 ao todo e estão espalhados pela região central de Jaguariúna, onde as vagas para estacionar estão demarcadas. Todos, sem exceção, estão identificados por placas, banners e/ou adesivos.

– Aplicativo: o usuário só precisa baixar o aplicativo para comprar os créditos de estacionamento e desfrutar de algumas vantagens. Para baixar, o endereço é: www.zonaazulcentralpark.com.br

Exemplo: 1 hora avulsa = R$ 1,50 (um real e cinquenta centavos) e meia hora = R$ 0,75 (setenta e cinco centavos). Só compra o período de 15 minutos ou meia hora quem tiver baixado o aplicativo em seu celular.

– Detalhe: Na compra dos créditos para estacionar na Zona Azul o sistema aceita pagamento com cartão de crédito ou débito, desde que o usuário esteja cadastrado no aplicativo da Central Park.

Reportagem: Aluízio Santana      Fotos: Ivair Oliveira/PMJ

 

  

Comentários