Aluno nem entrou na escola e já tem informação sobre o mercado de trabalho

Diante de um mercado altamente competitivo, os cursos técnicos oferecem melhores condições de contratação por parte de empresas e prestadores de serviços. A exigência do preparo tem se tornado ainda mais evidente no cenário atual, em que o mercado dispõe de vagas para profissionais cada vez mais capacitados.

Vinculada o Centro Paula Souza, do governo do Estado, a ETEC (Escola Técnica) “Euro Albino de Souza”, situada no Jardim Novo II, conta com 560 alunos matriculados cinco cursos técnicos oferecidos pelo estabelecimento de ensino.

São 295 alunos no ensino integral. A Etec conta com os cursos de Automação Industrial, Eletrotécnica, Administração, Logística e Informática. Na manhã desta terça-feira, dia 18, o diretor da unidade guaçuana, Gustavo Mello Brandão, esteve em reunião com o prefeito Walter Caveanha.

O objetivo da visita foi estreitar ainda mais a relação da escola com o Município, que já presta apoio para o crescimento do ensino técnico na cidade. Os números apresentados foram altamente satisfatórios.

“O aluno nem ingressa na escola e já recebe informação sobre vaga de emprego”, resumiu Gustavo, que projeta o crescimento da escola com a criação de novos cursos, todos eles focados a partir do desenvolvimento industrial e agrícola de Mogi Guaçu.

Para se matricular em algum curso, o estudante participa do Vestibulinho. Os cursos da Etec são gratuitos. “Temos eventos dentro da escola para aproximar o aluno das empresas da cidade. Nossos alunos recebem toda a atenção para saírem da escola com emprego garantido”, disse o diretor.

Mogi Guaçu conta também com o CEGEP (Centro Guaçuano de Educação Profissional) “Governador Mário Covas”, que inscreveu alunos para o Vestibulinho do segundo semestre. O CEGEP oferece os cursos de Administração, Alimentos, Contabilidade, Edificações, Eletrônica, Imagem Pessoal, Informática, Logística, Meio Ambiente, Recursos Humanos e Segurança no Trabalho.

Matéria: ASCOM

  

Comentários