BASE DO RESERVATÓRIO DA ZONA OESTE JÁ ESTÁ PRONTO | Mogi Mirim

A primeira etapa do projeto de instalação do reservatório no Jardim Aeroclube, Zona Oeste de Mogi Mirim, foi concluída na sexta-feira (11), com a concretagem final da base da estrutura de distribuição de água tratada. Foram quase 160 metros cúbicos de concreto para cobrir toda estrutura de ferro montada sobre 33 estacas hélice contínua e uma camada de lastro, fechada por madeirite e armação em chapa de madeira.

Vencedora do processo de licitação aberto pelo SAAE de Mogi Mirim, a Metalúrgica Verona é a responsável por todo empreendimento, desde a base até a instalação do reservatório no final da avenida Saúde. A obra teve início com a execução da base, que conta com um sistema de fundação composto por um bloco sobre estacas, constituído em concreto armado, instalado sobre superfície com lastro de cinco centímetros de concreto magro.

Este bloco possui 33 estacas hélice contínua com 50 centímetros de diâmetro e 14 metros de profundidade. A estaca hélice contínua é uma estaca de concreto moldada “in loco”, cuja perfuração consiste na introdução de um trado helicoidal (acessório em forma de espiral, com tubo vazado central) no terreno, por rotação, até a profundidade prevista no projeto.

Finalizada a perfuração, a 14 metros de profundidade, o concreto é lançado através do tubo metálico, simultaneamente com a retirada do trado. A injeção de concreto é feita com o auxílio de uma bomba de concreto estacionária acoplada ao mangote da perfuratriz. No momento da injeção, o trado é retirado do furo.

Concluída a injeção, o equipamento deixa a posição para que os ajudantes insiram a armação de ferro no furo da estaca. Depois desta etapa, com a consequente abertura das estacas e da aplicação do lastro, a Metalúrgica Verona realizou a implantação da armadura de ferro, que cobre toda a extensão da fundação.

Na sequência, foram colocadas chapas de madeira no entorno da base para que o espaço fosse fechado e feita a concretagem para a finalização da estrutura. Para esse serviço, foi usado um equipamento composto por um “braço” articulado móvel que, acionado por controle remoto, movimenta o tubo injetor de concreto até o local de concretagem. Ao final, os operários usaram uma régua para nivelar a superfície. A base tem 14 metros circular e um metro de profundidade.

Com a fundação concluída, o próximo passo da empresa será a instalação do reservatório com estrutura cilíndrica e metálica. Ele terá 12,40 metros de diâmetro e 19,20 metros de altura. Será provido de duas bocas de inspeção (uma no teto e outra no costado), escadas, plataforma de descanso, guarda corpo e medidor de nível. Além disso, deverá dispor dos equipamentos e acessórios necessários para as instalações hidráulicas e elétricas. A estrutura será montada no local. O prazo para execução é de quatro meses.

O custo total da obra, incluindo a base e o reservatório, será de R$ 1.110.375,10. O valor será custeado por meio do contrato de financiamento do Município com a Caixa Econômica Federal, mais contrapartida. O novo reservatório será abastecido pelo reservatório existente no Parque Real, na Zona Sul. Para isso, uma nova adutora, interligando um ao outro, está sendo construído pelo SAAE.

 

  

Comentários