Beneficiários do BPC em Jaguariúna têm até 31 de março para fazer o Cadastro Único

Beneficiários do Benefício de Prestação Continuada em Jaguariúna têm até 31 de março para fazer o cadastro único. Prazo segue calendário do Governo Federal, e Secretaria de Assistência Social da Prefeitura reforça chamada, que também é feita pela rede bancária; Quem não o fizer deixa de receber.

Os 631 idosos e pessoas com deficiência que são beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) em Jaguariúna e que não possuem Cadastro Único (CadÚnico) junto ao Governo Federal estão sujeitos a perder o benefício. De acordo com a Prefeitura Municipal, caso os beneficiários não façam o registro até a data limite, que vence no próximo dia 31 de março, o BPC é cancelado.

O BPC tem valor de um salário mínimo, e é pago mensalmente para idosos com mais de 65 anos e pessoas com deficiência, cuja renda familiar per capita seja de até ¼ do salário mínimo (R$ 249,50 atualmente). Se a regularização não for feita até a data-limite, o auxílio pode ser suspenso.

Dos 631 beneficiários do BPC em Jaguariúna, 393 são idosos e 238 são pessoas com deficiência, sendo que 37 deles (5,86%) não possuem sequer o CadÚnico e estão sujeitas a ter o benefício suspenso.

Para quem não regularizou a situação, a secretária de Assistência Social, Andrea Dias Lizun, explica que deve procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). No Centro, a pessoa recebe orientação e encaminhamento à Central de Atendimento do Cadastro Único, que funciona na Rua Júlia Bueno, 191 – Centro. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

É necessário ter em mãos o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o comprovante de residência e renda de todos que moram na casa. O responsável familiar também pode fazer a inscrição, desde que leve os documentos das pessoas que moram com o beneficiário.

O calendário para regularização foi organizado com base na data de aniversário dos beneficiários. Quem ainda não se inscreveu no CadÚnico está sendo notificado pela rede bancária sobre os prazos. Até o momento, mais de 3,4 milhões de beneficiários já realizaram o registro no sistema.

Conforme números do Governo Federal, cerca de 1,1 milhão de brasileiros que recebem o BPC ainda não se inscreveram no CadÚnico, sendo que o registro é obrigatório e deve ser realizado por todos os beneficiários que fazem aniversário nos três primeiros meses do ano.

O que é o Cadastro Único?
O CadÚnico reúne informações das famílias com renda percapita de até meio salário mínimo ou renda total familiar de até três salários mínimos. A base de dados é utilizada por diversos programas sociais do Governo Federal. Nela, são registradas informações como características da residência, identificação de cada pessoa da família, escolaridade, situação de trabalho e de renda.

  

Comentários