Centenário da Corporação Musical Marcos Vedovello em Mogi Guaçu

O apreço pela música ajudou Mogi Guaçu a escrever um importante capítulo de sua história há exatamente um século, com a fundação, em 1920, da banda “XV de Novembro”, que mais tarde veio a se transformar em um dos grandes orgulhos da cultura guaçuana, que é a “Corporação Musical Marcos Vedovello”.

A criação foi idealizada pelo Padre Jaime Nogueira e seu intuito era a integralização social. O nome da corporação é uma justa homenagem a Marcos Vedovello, que veio aos 17 anos da Itália para o Brasil e desembarcou no Porto de Santos em janeiro de 1888.

Em 1916, Marcos se mudou para Mogi Guaçu e, junto a outras famílias italianas, ajudou na criação da banda. O falecimento de Marcos Vedovello ocorreu em 10 de outubro de 1947.

Por conta de sua inestimável contribuição à nossa cidade, dois anos depois foi feito um abaixo-assinado para que a corporação tivesse seu nome, como uma maneira de homenageá-lo a tudo o que já tinha contribuído para a instituição.

Em 1979, a Corporação Musical Marcos Vedovello se transformou em uma escola, em um trabalho que teve início no primeiro mandato do prefeito Walter Caveanha. Assim surgiu a banda infanto-juvenil, resultado da união de esforços do maestro Geraldo Vedovello com o governo municipal.

Com a contribuição da iniciativa privada, em 1986 a Corporação Musical “Marcos Vedovello” lançou seu primeiro LP, intitulado “A Banda de Todos Nós”. A entidade possui outras extensões de seu trabalho, como a Banda Marcial do Ypês e o projeto “Círculo de Amigos da Banda”.

Aproximadamente 4 mil crianças são beneficiadas pelos programas desenvolvidos pela Corporação Musical nas áreas da Educação e Promoção Social de Mogi Guaçu. Tudo é focado na formação de jovens talentos para a música.

Na segunda-feira, dia 25 de março de 2020, a Corporação Musical completou 100 anos de muita história. Para marcar a importância das comemorações, alguns personagens dessa importante história gravaram vídeos contando sobre sua trajetória e importância da instituição.

  

Comentários