Cuidar de peixes: saiba como tratar seu pet doente

Como qualquer outro pet, os amiguinhos que vivem no aquário podem apresentar problemas de saúde ao longo da vida. Por isso, quem tem esses animais em casa precisa saber como cuidar de peixes.

Os peixes podem ficar doentes devido a infecções causadas por bactérias, fungos, ou outros parasitas. Esses microrganismos entram na água de diversas maneiras, como por meio de produtos contaminados. Para evitar esse problema, separamos algumas dicas para você. Confira!

Como saber se meu peixe está doente?

Quem tem um aquário em casa precisa saber como cuidar de peixes e identificar os principais sintomas que esses animais costumam apresentar quando ficam doentes.

Esses sinais podem variar conforme o agente causador da enfermidade. No caso das doenças provocadas por bactérias, os sintomas que os peixes costumam apresentar são:

  • inchaço;
  • desgaste das barbatanas;
  • feridas pelo corpo;
  • falta de disposição para nadar;
  • perda de cor.

Já os sintomas das doenças causadas por fungos são um pouco diferentes. Nesse caso, os peixes costumam apresentar uma cor esbranquiçada ao redor da boca e dos olhos. Além disso, eles podem começar a nadar de maneira acelerada.

Doenças causadas por outros parasitas

Também é muito comum que os peixes fiquem doentes devido a infecções causadas por parasitas diferentes dos fungos e das bactérias, como os protozoários. Nesse caso, os principais sintomas que os animais demonstram são:

  • presença de substâncias mucosas no corpo;
  • aparecimento de vermes pelo corpo;
  • perda de apetite;
  • perda da vontade de nadar;
  • respiração acelerada.

Como cuidar de um peixe doente?

Caso você perceba que o seu pet está doente e queira saber como tratar peixes, entenda que o melhor a fazer é procurar um veterinário para ele avaliar o seu animal e recomendar o melhor tratamento.

Contudo, quem deseja aprender como cuidar de peixes precisa saber que, durante o tratamento, o pet doente precisa ficar em um recipiente longe dos demais animais até estar completamente curado.

Caso você deixe um animal doente no aquário, os outros bichinhos que vivem ali podem ser contaminados. Ao manter o enfermo afastado, é possível evitar a transmissão das doenças de peixes. 

Como evitar que o seu peixe fique doente?

Agora que já mostramos como saber se o peixe está doente, vamos explicar como cuidar desse animal para ele ficar sempre saudável e livre de problemas de saúde.

Primeiro, quem quer proteger o nadador de doenças precisa saber como cuidar de um aquário. Isso porque, caso esse recipiente não esteja limpo, ele pode se tornar um local propício para o acúmulo de sujeira e a proliferação de microrganismos que causam enfermidades no pet.

O ideal é fazer a limpeza quando os parâmetros químicos da água estão alterados ou o recipiente e a água estão sujos. Além disso, sempre higienize o local caso o filtro esteja entupido.

Para cuidar de peixes, é importante ficar atento ao pH da água do aquário. Isso porque, quando ele não está em um nível adequado, a saúde dos animais pode ser impactada de forma negativa.

Qual é o nível ideal de pH para o aquário?

O nível ideal de pH depende dos tipos de peixes que vivem no aquário. Algumas espécies, como a Mato-Grosso, vivem bem em águas com um pH ácido ou um valor entre cinco e meio e sete.

Já os peixes da espécie Molinésia preferem a água com um pH básico, entre sete e oito e meio. Sendo assim, o importante é adequar o aquário para os bichinhos que vivem nele.

Para saber se o pH da água está em um nível correto, é preciso fazer um teste. O ideal é que isso seja realizado uma vez por semana. Caso seja necessário regular a acidez, basta utilizar um condicionador de água.

Como escolher os peixes para colocar no aquário?

Como visto anteriormente, cada espécie de peixe prefere a água com um pH específico. Sendo assim, você deve considerar esse fator na hora de escolher quais animais vão viver no aquário.

Além disso, existem peixes de água salgada e de água doce. Portanto, esses animais não podem viver em um mesmo espaço, já que o ambiente ideal para um faz mal para o outro.

Mais um fator para considerar ao pensar sobre quais peixes vão viver no aquário é a quantidade de bichinhos. Ambientes superlotados tendem a ter menos oxigênio, fazendo os pets terem mais dificuldade para respirar.

Como cuidar de peixes?

Além de saber como cuidar de peixes, quem quer ter esses animais em casa precisa investir em toda a estrutura necessária para garantir o bem-estar e a saúde deles. Sendo assim, alguns dos equipamentos que você vai precisar comprar são:

  • aquário;
  • filtro;
  • termostato;
  • dispositivos de iluminação;
  • plantas para aquário e cascalhos.

Também é preciso providenciar um teste de ajustes e parâmetros para monitorar as condições químicas da água, como o nível de cloro e pH. Além disso, um produto que não pode faltar na casa de quem tem peixes é a ração específica para cada espécie.

  

Comentários