Dupla sertaneja faz live em prol do Centro Infantil Boldrini

O Centro Infantil Boldrini convida a todos para prestigiarem a live da dupla Gilson & Gabriel, que acontece hoje, a partir das 20h, e será transmitida pelas redes sociais dos cantores. A live, que será realizada no renomado Mosh Studios, em São Paulo, contará com a presença dos músicos Roger Dias e Márcio Forte, e terá como objetivo arrecadar doações para o hospital.
As doações serão 100% revertidas para o Centro Infantil Boldrini, e destinadas para a compra de medicamentos.

Gilson & Gabriel não vão deixar de fora músicas consagradas do sertanejo como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Temporal de amor” e “Fogão de lenha”, além dos últimos lançamentos da dupla “Porre pra Esquecer” e “Efeito Boomerang”, faixas autorais do repertório dos sertanejos.

Com cinco trabalhos gravados, Gilson & Gabriel já abriram shows de grandes estrelas como: Zezé & Luciano, Victor e Léo e Alexandre Pires. Amigos desde a adolescência, formaram dupla em 2003, no município de Taquara (RS) e assim focar na paixão de ambos. Iniciaram profissionalmente em bandas de bailes no Rio Grande do Sul, tocando e cantando repertório diversificado. Com muito carisma e bom humor, migraram das bandas de baile para a formação de dupla sertaneja, conquistando rapidamente o público.

A Dra. Silvia Brandalise, presidente do Centro Infantil Boldrini, agradece a participação dos envolvidos na ação e reforça a necessidade dos recursos para a compra de medicamentos. “Agradecemos a todos por este gesto de solidariedade. Os recursos serão integralmente utilizados na aquisição de medicamentos quimioterápicos importados. Infelizmente, no Brasil, há falta de alguns Medicamentos Essenciais no combate ao câncer pediátrico”. Em 2019 o Centro Boldrini gastou quase um milhão de reais, nestas importações.”

Sobre o Centro Infantil Boldrini
Centro Infantil Boldrini: maior hospital especializado na América Latina, localizado em Campinas, que há 42 anos atua no cuidado a crianças e adolescentes com câncer e doenças do sangue. Atualmente, o Boldrini trata cerca de 10 mil pacientes de diversas cidades brasileiras e alguns de países da América Latina, a maioria (80%) pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Um dos centros mais avançados do país, o Boldrini reúne alta tecnologia em diagnóstico e tratamento clínico especializado, comparáveis ao Primeiro Mundo, disponibilidade de leitos e atendimento humanitário às crianças portadoras dessas doenças. www.boldrini.org.br

  

Comentários