Holambra é palco da 24ª HORTITEC

Está sendo realizada em Holambra a Hortitec – Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo Protegido e Culturas Intensivas. Maior feira da América Latina em hortifrúti e floricultura, a exposição traz uma série de novidades no ramo do agronegócio. A feira que começou na quarta-feira, dia 21 de junho, vai até sexta-feira, dia 23, tem como expectativa de negócios R$ 100 milhões.

Com 420 expositores, sendo 30 expositores internacionais, o público estimado para essa edição é de 30 mil pessoas. Os visitantes podem conferir uma ampla variedade de culturas como, flores, frutas hortaliças, legumes, florestais e demais culturas intensivas.

Os expositores se dividem nos setores de sementes, bulbos, mudas, fertilizantes, irrigação, ferramentas, estufas, embalagens, vasos, telas, substratos, climatização, biotecnologia, assessoria técnica em comércio exterior e literatura.

Segundo o diretor da Hortitec, Renato Opitz, a feira funciona como termômetro do mercado.“É um grande ponto de encontro e centro de negócios, porque vêm aqui, produtores do Brasil todo, inclusive da América Latina. Esse pessoal vem atrás de tecnologia, tudo o que é preciso pra produzir”, ressalta.

“Eles vem atrás de novidades de uma forma geral, comparar os fornecedores de um mesmo produto. Então o produtor tem condições de comparar e ver o que vai ser útil para sua necessidade”, conta o diretor.

Na 24ª edição de Hortitec, Renato ressalta que futuramente para as próximas edições do evento, a intenção “é crescer sempre de uma forma sustentável, a gente procura ter cada vez mais um público selecionado, procurar trazer pessoas que realmente se interessam. O objetivo aqui é mostrar exemplares para o produtor, esse que é o objetivo principal”, diz.

Realizada no recinto da Explofora evento tradicional da cidade, a Hortitec conta com uma área de 30 mil m², com praça de alimentação com o Restaurante da Fazenda, Casa Bela, Pannekeok, Tulipa, Lanchonete Casa Bela e Confeitaria Holandesa e ainda estacionamento para 4.000 carros e 150 ônibus.

Genética

Entre as novidades dessa edição, os visitantes podem conferir o melhoramento genético desenvolvido por algumas empresas, como a pimenta doce, abacaxi de menor porte ou a cebola que não causa choro. Em termos de produção, a feira conta com ampla variedade de tomates, pimentões, alfaces.

“Para o produtor é muito importante. O consumidor não nota tanta diferença, mas para o produtor que produz em climas diferentes, produz nos 12 meses do ano, ele consegue utilizar mais a sua área de produção e ter um resultado melhor”, conta o diretor.

 FAGROOH

Já avaliada e aprovada pelo MEC – Ministério da Educação, a faculdade oferecerá 80 vagas para aulas no período noturno, com duração de cinco semestres. As aulas acontecem a partir de julho na Escola Municipal Parque dos Ipês, em Holambra. O mini sítio localizado próximo à escola servirá de estrutura para as atividades práticas.

Nessa primeira fase, a faculdade inicialmente conta com o curso: Área de Agronegócios, que tem como ênfase o ensino de horticultura. Seu diferencial é oferecer para o aluno um projeto educacional que visa forma-los profissionais conhecedores do mundo produtivo do agronegócio e que entendam de gestão, visão estratégica e prática. Com duração de 2 anos e meio, a nova graduação se destaca por possuir um corpo docente experiente nas áreas de agricultura e negócio, estrutura para pesquisas científicas e convênios internacionais para estágios e intercâmbios.

A faculdade ainda contará com estrutura moderna e única, com salas de aulas ao ar livre e conectado com a cultura local, que possibilitará aos alunos conciliar tanto o ensino acadêmico como a prática.

Localizada em Holambra, município conhecido nacionalmente como a “Cidade das Flores” e com grande reconhecimento na produção agrícola, a FAAGROH terá grande exposição não só no campo acadêmico, como uma instituição de ensino nunca antes vista no Brasil de linha pedagógica voltada ao agronegócio, mas também a sua proximidade com as empresas ligadas ao agronegócio residentes em Holambra e região, podendo vir a ser futuras parceiras da faculdade.

  

Comentários