Holambra ocupa segundo lugar em ranking brasileiro de governança municipal

A gestão municipal de Holambra ocupa a segunda melhor posição entre 1.905 cidades brasileiras com até 20 mil habitantes e PIB per capita acima de R$ 15.028, de acordo com Índice CFA de Governança Municipal 2018, divulgado pelo Conselho Federal de Administração. O município fica atrás apenas de Costa Rica, no Mato Grosso do Sul. No ranking paulista Holambra é líder entre os municípios com essas características.

O estudo, realizado pelo Conselho Federal de Administração, conta com auxílio técnico do Instituto Publix para o Desenvolvimento da Gestão Pública. Ele consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho. Ele é elaborado a partir de dados extraídos de bases públicas como a Secretaria de Tesouro Nacional (STU), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Departamento de Informática do SUS (DATASUS), considerando pontuações em áreas como saúde, educação, gestão fiscal, habitação, recursos humanos, transparência e violência.

A média de Holambra ficou em 8,52. A cidade alcançou 7,67 no item Gestão, 9,60 em Desempenho e 8,29, em Finanças.

“Este resultado é uma grande conquista e reflete o trabalho que estamos realizando na cidade desde o primeiro ano de mandato”, disse o prefeito Fernando Fiori de Godoy. “Resgatamos a credibilidade de Holambra e os bons índices de gestão e qualidade de vida. Meu objetivo é finalizar os projetos que comecei e entregar ao meu sucessor uma cidade infinitamente melhor do que aquela que encontrei há seis anos”.

Entre os municípios paulistas que fazem parte do mesmo grupo de Holambra estão Águas de Lindóia, Morungaba, Elias Fausto, Ipeúna, Rafard, Engenheiro Coelho e Estiva Gerbi.

A pesquisa completa pode ser conferida em http://igm.cfa.org.br/.

 


Comentários