Jaguariúna é a 1ª cidade de SP contemplada no Programa Nossa Casa e terá 312 unidades habitacionais populares no Dona Irma

Jaguariúna é a primeira cidade de São Paulo a ser contemplada no programa Nossa Casa – Preço Social, uma parceria entre a Prefeitura de Jaguariúna, Governo do Estado, Governo Federal e iniciativa privada. A informação foi divulgada pelo secretário estadual de Habitação, Flavio Amary, ao lado do prefeito Gustavo Reis, durante visita, no final da tarde desta quinta-feira (15), no terreno onde serão construídas 312 unidades habitacionais populares pelo programa, no Jardim Dona Irma, em Jaguariúna.

Serão 312 apartamentos, viabilizados por meio de convênio entre a Prefeitura e o Governo do Estado firmado em junho do ano passado. Parte das unidades habitacionais será destinada a preço social para famílias com renda de até três salários mínimos.

Gustavo recebeu o secretário Amary e, juntos, os dois fizeram uma vistoria no terreno de cerca de 10 mil metros quadrados, localizado no Dona Irma, área que conta com toda a infraestrutura urbana necessária. Também participaram da visita o chefe de Gabinete da Secretaria de Habitação do Estado de São Paulo e ex-prefeito de Holambra, Fernando Fiori de Godoy, além de vereadores de Jaguariúna.

O prefeito ressaltou a importância dessa parceria com o Estado para construção de mais unidades habitacionais no município. “Quero agradecer ao Flavio Amary pela visita. É um motivo de orgulho para nós sermos os primeiros nesse programa tão importante. Hoje estamos realizando um trabalho que começou há praticamente um ano e meio atrás, quando apresentamos o projeto da área ao Governo do Estado. Só quem paga aluguel sabe o sofrimento que é ter que gastar todo o seu salário com moradia. E agora essa pessoa vai ter a oportunidade de realizar o sonho da casa própria”, disse Gustavo Reis.

“Jaguariúna é o primeiro município do Estado a lançar o programa Nossa Casa na modalidade Preço Social, uma parceria que reúne Estado, Prefeitura, Governo Federal, Caixa Econômica e iniciativa privada. Serão 312 unidades habitacionais em Jaguariúna, para que a gente reduza o déficit habitacional no município. Isso é resultado dessa parceria para que a gente possa, de maneira inovadora, atender a população mais carente que precisa da casa própria”, disse o secretário Amary.

“É uma satisfação enorme cumprir esse compromisso com a população de Jaguariúna. Nós prometemos construir mais unidades habitacionais e nós vamos fazer isso. Tenho consciência da importância dessas moradias e da transformação que vamos fazer na vida dessas famílias beneficiadas”, disse Gustavo Reis.

LICITAÇÃO
A Prefeitura de Jaguariúna já deu início ao processo licitatório para a contratação da construtora que fará as unidades. A concorrência pública nº 6/2021 foi publicada na edição desta quarta-feira (14) da Imprensa Oficial. O encerramento do prazo para a entrega dos envelopes das empresas interessadas se dará no dia 17 de maio, às 9h.

  

Comentários