Jaguariúna terá grupo de ação para proteção a crianças e adolescentes em grandes eventos

Uma reunião na tarde da última quinta-feira, dia 11 de maio, na Secretaria de Assistência Social (SAS) de Jaguariúna, deu início à formação de um Comitê de Trabalho que sendo implantado e atuará em conjunto na cidade, na proteção a crianças e adolescentes durante os grandes eventos e festas populares realizadas no município. Trata-se da formação de uma “rede de atendimento integrado no município”, iniciativa que está sendo coordenada pela secretária municipal de Assistência Social, Andréa Dias Lizun.

O grupo é a materialização da política para o setor, discutida durante o IV Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável, realizado em Brasília no período de 24 a 28 de abril, do qual a secretária participou como representante de Jaguariúna. O prefeito Gustavo Reis, que considera importante essa atuação integrada em prol de crianças e adolescentes, assinou o termo de adesão ao projeto durante o evento em Brasília.

“Agora estamos estruturando nosso grupo gestor com representantes de todos os órgãos, para implantar ações conjuntas de proteção às crianças e adolescentes nos grandes eventos e festas populares que acontecem em Jaguariúna”, explica Andréa Lizun. Nessa lista entram a Festa Junina das Escolas (que este ano será em julho), a Cavalaria Antoniana, o Rodeio e o aniversário do município, no dia 12 de setembro, entre outros.

Conforme a secretária de Assistência Social, participaram da reunião do dia 11 representantes do CRAS e do CREAS (ambos ligados à SAS), Conselho Tutelar, CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) e uma assistente social do Fórum, além de membros do Detransp (Departamento de Trânsito e Transportes) e Setuc (Secretaria de Turismo e Cultura).

Posteriormente, conforme Andréa Lizun, serão integrados representantes do Departamento de Comunicação Social da Prefeitura, Guarda Municipal (GM) e Secretaria Municipal de Saúde. A formação de grupos multissetoriais para atuação em prol de crianças e adolescentes teve início na Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil, se fortaleceu durante as Olimpíadas de 2016 e ganha força entre municípios de pequeno porte graças a uma política de âmbito nacional.

O projeto “Proteção dos Direitos de Crianças e Adolescentes em grandes eventos e festas populares” surgiu em 2016 e é realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), ISCOS Piemonte (Instituto Sindical para a Cooperação Internacional, da região de Piemonte, na Itália) e a Ong Viva Rio, com co-financiamento da União Europeia.

Em 2017, já com a participação dos 14 municípios integrantes da Rede de Secretários e Gestores de Políticas Públicas de Crianças e Adolescentes, a meta é selecionar outros 12 municípios que tenham capacidade técnica – é o caso de Jaguariúna – para implementar o projeto.

Matéria: ASCOM/Fotos: Divulgação/SAS

  

Comentários