Lollapalooza Brasil 2022 realiza edição histórica com retomada, shows potentes e homenagem

O Lollapalooza Brasil realizou a sua nona edição neste final de semana, marcando o retorno da agenda de grandes festivais do Brasil. Foram três dias de música para todos os gostos, encontros inesperados e muitas atividades espalhadas pelos 600 mil m2 do Autódromo de Interlagos. O entusiasmo do público e a vontade dos artistas em apresentar algo grandioso, somados à saudade que todos estavam da experiência que só o Lollapalooza Brasil proporciona, fizeram desta edição uma edição histórica. Ao todo, 302.235 pessoas curtiram mais de 68 horas de música nos três dias do festival. Na sexta (25), foram 100.980 pessoas. O sábado (26) contou com 103.000 pessoas e o último dia, domingo (27), teve 98.255 pessoas.

Miley Cyrus, uma das mais aguardadas, entregou tudo no palco e ainda contou com a participação surpresa de AnittaThe Strokes, Doja Cat, A$AP Rocky Martin Garrix também brilharam. E os artistas nacionais mantiveram a energia do festival lá no alto. Emicida fez um show poderoso, as luzes e o som da apresentação de Alok contagiou a todos e Gloria Groove não poderia ter feito a estreia da turnê do seu novo disco, Vermelho, de forma mais potente. O encerramento do Lollapalooza Brasil 2022 ficou por conta da emocionante homenagem organizada para o amigo Taylor Hawkins, do Foo Fighters, um dos melhores bateristas do mundo, que faleceu na última sexta-feira. Artistas expressivos da música brasileira, como Emicida, Mano Brown, Rael, Criolo, Planet Hemp e Ego Kill Talent, fizeram parte do tributo, que contou ainda com a transmissão de trechos do show do Foo Fighters no Lollapalooza Brasil 2012.

Neste ano, o Lollapalooza Brasil bateu o recorde de parcerias com marcas. Ao todo, foram 21 parceiras, sendo 6 novas e 15 renovações. Elas foram responsáveis por criar conteúdo e atividades por meio de suas ativações. Budweiser, adidas, Chevrolet, Samsung, Sadia e Mc Donald’s foram apenas algumas das que marcaram presença, além da Vivo, que apresenta o Lolla Lounge by Vivo, um dos espaços mais concorridos do LollaBR. A estreia do Lolla Comfort, espaço que trouxe conforto extra ao festival, também foi um sucesso.

Chef Stage transportou os principais restaurantes e bares de São Paulo para dentro do festival, com opções veganas, lanches práticos e refeições mais substanciais. A Casa do Porco, o Pirajá e o Bar da Dona Onça foram apenas alguns dos que forneceram combustível para o público enfrentar a maratona de shows.

Na frente de sustentabilidade, o Planeta Lolla reuniu 10 ONGs, que apresentaram suas causas e amplificaram mensagens socioambientais que merecem atenção, além da Braskem, que trouxe a ação Rock and Recycle, responsável por receber itens para reciclagem.

Lolla Market foi ponto de encontro para aqueles que procuravam improvisar o visual e visitar lojas, como a collab adidas x Lollapalooza, que comercializou itens feitos em parceria, como um tênis exclusivo e três camisetas com estampas criadas para o LollaBR 2022.

Mesmo com imprevistos por conta das condições climáticas, o público se manteve eufórico durante toda a programação.

Nos vemos em 2023!

Produzido por Perry Farrell, William Morris Endeavor Entertainment (WME), TIME FOR FUN e C3 Presents, o Lollapalooza Brasil conta com patrocínio master da Budweiser, Chevrolet Onix, adidas, DORITOS® e Vivo, patrocínio de Coca-Cola, McDonald’s, apoio de Tanqueray, Johnnie Walker, NewOn, Sadia, Samsung, Braskem e SPTuris. O Instagram é o social media partner e os serviços médicos são fornecidos pelo Hospital Sancta Maggiore. Globo, Multishow, 89 FM – A Rádio Rock, Rádio Mix – 106.3 e Rádio Mix RJ são media partners.

Sobre o Lollapalooza Brasil
O Lollapalooza coleciona grandes feitos e inovações que marcam a maneira como o entretenimento ao vivo é feito mundo afora. Com a chegada do festival no Brasil, em 2012, ele revolucionou (e renovou) esse setor por aqui e não demorou muito para que se tornasse um dos mais relevantes da América Latina. Em constante evolução e aprimoramento da experiência, o Lollapalooza Brasil passou a ser realizado no Autódromo de Interlagos (São Paulo), em uma área de 600 mil metros quadrados, em 2014, mesmo ano em que passou a ser um evento neutro em carbono. A neutralização das emissões foi feita a partir da alocação definitiva de créditos de carbono originados em um projeto ambiental certificado pela ONU. Com apresentações divididas entre quatro palcos simultâneos, o Lolla passou a ter três dias de festival em 2018, quando bateu um público recorde, gerando um impacto de mais de R$ 152 milhões na economia da cidade de São Paulo, com gastos em hospedagem, alimentação, transporte e lazer, de acordo com levantamento inédito da Prefeitura. Em 2019, o evento reuniu mais de 246 mil pessoas no Autódromo de Interlagos e mais de 4,5 milhões de pessoas acompanharam as 67 atrações pela televisão. Agora, em 2022, o LollaBR retomou a agenda dos grandes festivais do Brasil com uma edição histórica.

Sobre o Lollapalooza
Criado por Perry Farrell, em 1991, como um festival itinerante, o Lollapalooza continua a ser inovador na cena dos festivais após 25 anos desde sua criação. Ao longo da sua história ele foi o “primeiro” em muitas ocasiões: foi o primeiro a reunir artistas de vários gêneros no mesmo evento; a viajar; se estender para vários dias; a ter um segundo palco; a ter um segundo dia; a misturar arte e ativismo; a compensar suas emissões de gás carbônico; a colocar artistas de música eletrônica no palco principal; a criar uma programação familiar; a se instalar em um centro urbano; a se expandir internacionalmente. Ao se estabelecer em Chicago, virou um renomado festival e exportou a sua excelência para outros países, como Chile, Brasil, Argentina, Alemanha, França e Suécia, tornando-se um dos principais destinos para amantes de música nos Estados Unidos e no exterior. Para comemorar o seu 25º aniversário, o Lollapalooza Chicago se estendeu para 4 dias, em 2016, com mais de 170 artistas se apresentando em 8 palcos.

  

Comentários