Mulher é presa acusada de agredir filha deficiente mental em Santo Antônio de Posse

Agentes da Polícia Municipal receberam a denúncia através de um vídeo da agressão

Uma mulher foi presa nesta quinta-feira, dia 05, suspeita de agredir sua filha portadora de deficiência mental, em um bairro de Santo Antônio de Posse.
De acordo com as informações da Polícia Municipal, o GM 1 Xisto e o Sub. Inspetor Masotti estavam em patrulhamento pela cidade quando foram informados, através de um vídeo, que uma mulher portadora de deficiência mental, estaria sendo agredida por sua genitora.
Os agentes então se deslocaram até o endereço informado e, lá chegando, encontrando o portão aberto entraram no local e já ouviram os gritos da vítima.
Segundo os agentes, ao chegarem ao quarto encontraram sua genitora visivelmente embriagada e a vítima com diversas lesões pelo rosto e com a boca e o nariz sangrando e observaram também que havia sangue no lençol da cama. Questionada sobre o que havia acontecido as genitora informou que sua filha estuda na APAE no período da tarde e, nesse intervalo, teria ficado no bar se embriagando e depois que sua filha chegou foi dar banho nela e ela teria caído vindo a machucar-se.
Tal versão contradizia o vídeo que foi enviado aos agentes onde a mulher agride com socos sua filha deficiente. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão à genitora e foi acionado o SOS para a vítima. Após o socorro da vítima, a genitora foi conduzida à PPJ de Jaguariúna, onde foi apresentada à Autoridade Policial, o qual, após tomar ciência dos fatos, ratificou a voz de prisão e indiciou a genitora pelo crime de tortura.

 


Comentários