fbpx

Município de Mogi Guaçu é 13º em ranking de geração de emprego

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego, a diferença entre admissões e demissões apresenta um saldo positivo de 2.181 postos de trabalho no período de janeiro a maio deste ano.

Só no mês de maio, esse número salta para 2.229, resultado de 3.482 admissões menos 1.253 desligamentos, uma variação de 6,21%, desempenho que coloca Mogi Guaçu na 13ª posição em geração de emprego nos primeiros cinco meses de 2017.

A agricultura, com destaque para a produção de hortifrutigranjeiros, foi o setor que mais empregou. Em maio, a agropecuária contratou 2.250 trabalhadores no Município, que também é forte em citricultura e cana-de-açúcar, entre outras culturas.

O setor de hortifrutigranjeiros se sobressai através do cultivo de tomate, berinjela, pepino, quiabo, jiló e cará, sendo Mogi Guaçu um dos maiores produtores do Estado de São Paulo.

O Município também se destaca como um dos dois maiores produtores de laranja, milho e eucalipto. No início da década de 1990, chegou a ser o maior produtor de laranjas da América Latina ao atingir a produção de 32 milhões de caixas/ano.

Matéria: ASCOM

  

Comentários