Nino Paixão destaca neurolinguística e pedagogia como ferramentas eficazes em palestra a professores de Jaguariúna

O Teatro Municipal Dona Zenaide, em Jaguariúna, lotou na manhã desta quarta-feira, 29 de janeiro, na primeira palestra de José Meciano Filho, o Nino Paixão, nas boas-vindas aos professores do ensino fundamental e da educação infantil pelo início do ano letivo, que terá 200 dias úteis de aulas e começa oficialmente no próximo dia 3 de fevereiro.

Organizado pela Secretaria de Educação da Prefeitura, o evento teve a participação do prefeito Gustavo Reis na abertura, que elogiou o nível da educação municipal, agradeceu aos professores pelos avanços obtidos e anunciou algumas novidades para a categoria. Uma delas é a mudança do atual HTPI (Horário de Trabalho Pedagógico Individual) dos professores para HTPL (Horário de Trabalho Pedagógico Livre).

Segundo o prefeito, nessa alteração as atividades pedagógicas continuam a ser obrigatórias, porém, poderão ser feitas em casa pelos professores. A secretária de Educação, Cristina Pinto Catão Bonini Hosikawa, completou dizendo que um PL (Projeto de Lei) nesse sentido será encaminhado pela Prefeitura para votação na Câmara Municipal já em fevereiro.

A notícia agradou aos professores e preparou o clima para a entrada em cena do palestrante. Bem humorado, Nino Paixão quebrou o protocolo e não entrou pelo palco, mas vindo do fundo do teatro (lado oposto), já agitando os presentes com seu bom dia e brincadeiras para descontrair o público. Atuando como consultor na área de educação, ele possui especializações em neuroaprendizagem, acolhimento e neurodesenvolvimento infantil.

Segundo Nino Paixão, em sala de aula o professor deve agir como a água, ou seja, deve saber contornar obstáculos e procurar brechas para se infiltrar na mente do aluno, facilitando a aprendizagem. “Neurociência e Pedagogia são fortes aliadas e devem caminhar juntas nesse processo, pois isso ajuda a reduzir o número de alunos com dificuldades no aprendizado”, aconselha.

Além disso, conforme Nino Paixão, várias outras ferramentas podem e devem ser utilizadas pedagogicamente nesse sentido. Uma delas é tornar a sala de aula e a própria escola ambientes agradáveis para as crianças. “Isso motiva e faz com que os alunos gostem de estar ali, de receberem informações e novidades que irão colocar em prática em casa e nas diferentes situações de vida”, explica.

A rede municipal de ensino em Jaguariúna possui 7.671 alunos regularmente matriculados no ensino fundamental e na educação infantil e haverá 200 dias de aulas ao longo do ano letivo. No período da tarde a palestra para os demais professores será das 13h às 15h.

Reportagem e fotos: Aluízio Santana

 

 


Comentários