Parceria entre Unicamp e Comgás promove redução de 10,1% na emissão de gases de efeito estufa na universidade

Gás natural encanado abastecerá o Hospital de Clínicas, refeitórios e outras instalações, gerando vapor, cocção e aquecimento de água

Campinas, 26 de abril de 2022 – A Comgás, maior distribuidora de gás natural encanado do país, iniciou o fornecimento do produto para a Universidade Estadual de Campinas. O energético será distribuído em seis pontos de consumo do campus Zeferino Vaz. Somados, eles irão consumir cerca de 18 mil m³ de gás natural por mês.

No prazo de um ano, a adoção do combustível deverá reduzir em 10,1% as emissões de gases de efeito estufa gerados pela universidade, que anteriormente utilizava apenas óleo diesel e GLP. O estudo foi feito com base no Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa relativos a 2019, ano pré-pandemia, seguindo a metodologia do Programa Brasileiro do GHG Protocol.

“Temos um forte compromisso com a sustentabilidade ambiental, social e econômica. Isso se reflete em nossa agenda de pesquisa, na formação de recursos humanos em graduação e pós-graduação e na gestão de nossos campi. A redução da geração interna de gases do efeito estufa, substituindo outras fontes de energia por gás natural, faz parte de uma ação conjunta com a Comgás. Iniciativas como essa, além de reduzir nossas emissões, também possibilitam formar mais pessoas e realizar mais atividades de pesquisa associadas ao tema”, ressalta Antonio José de Almeida Meirelles, reitor da Unicamp.

O gás natural é versátil, de fácil distribuição e tem diversas aplicações nos segmentos residencial, comercial, industrial e veicular. Opção mais sustentável frente a outros combustíveis fósseis, sua principal característica é a combustão mais limpa, o que reduz as emissões de CO₂. Isso contribui para a melhor qualidade do ar, pois elimina-se praticamente toda a emissão de óxido de enxofre, fuligem e materiais particulados.

 “O gás natural tem muito a contribuir com a agenda de sustentabilidade. São incontáveis os seus benefícios como substituto para os equipamentos a diesel, GLP e óleo combustível, mais poluentes. Centenas de clientes utilizam nosso gás em hospitais, indústrias, shoppings e prédios corporativos. Em um plano mais amplo, ele tem um papel importante na segurança energética do país, inclusive como suporte para o crescimento das novas fontes renováveis. Investir em infraestrutura e na ampliação do acesso ao gás natural é fundamental para que seus benefícios estejam disponíveis. A iniciativa junto à Unicamp é um exemplo disso”, afirma Adriano Zerbini, diretor Institucional, de Comunicação e Sustentabilidade da Comgás.

Sobre a Comgás

A Comgás possui mais de 20 mil quilômetros de rede de distribuição de gás natural encanado em 94 municípios, abastecendo os segmentos industrial, comercial, residencial e automotivo, além de viabilizar projetos de cogeração e disponibilizar gás para usinas de termogeração.

Com fornecimento ininterrupto e atendimento 24 horas, a companhia atende mais de 2,2 milhões de clientes em sua área de concessão no Estado de São Paulo: a Região Metropolitana de São Paulo, a Região Administrativa de Campinas, a Baixada Santista e o Vale do Paraíba.

Sobre a Unicamp

(link A Universidade | Unicamp)

A Unicamp responde por 8% da pesquisa acadêmica no Brasil e 12% da pós-graduação nacional. Ela detém a liderança entre as universidades brasileiras no que diz respeito a patentes e ao número de artigos per capita publicados anualmente em revistas indexadas na base de dados ISI/WoS. Se a produção acadêmica for calculada pelo desempenho de cada pesquisador, a Unicamp é, atualmente, a mais produtiva universidade brasileira.

São aproximadamente 34 mil alunos matriculados em 66 cursos de graduação e 153 programas de pós-graduação. A média anual de teses e dissertações defendidas é de 2,1 mil e 99% de seus professores têm título de doutor.

Todos os anos, cerca de 800 doutores são formados, marca comparável à de algumas universidades americanas e europeias. Em cinco décadas, a Unicamp formou mais de 65 mil profissionais em seus cursos de graduação. Milhares de profissionais formados na universidade atuam em empresas e organizações governamentais e sociais, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do país. Pólo científico e cultural, a Unicamp reuniu nomes de destaque no meio acadêmico, como Cesar Lattes, André Tosello, Gleb Wataghin, Vital Brasil, Giuseppe Cilento, Octávio Ianni, Almeida Prado e Bernardo Caro, entre muitos outros.

Localizada no Estado de São Paulo, a Unicamp tem três campi — em Campinas, Piracicaba e Limeira — e 24 unidades de ensino e pesquisa. Possui também um vasto complexo de saúde, com duas grandes unidades hospitalares no campus de Campinas. Tem ainda 23 núcleos e centros interdisciplinares, dois colégios técnicos e uma série de unidades de apoio, em um universo em que convivem cerca de 50 mil pessoas.

A Unicamp é uma autarquia autônoma em política educacional, mas subordinada ao governo estadual no que se refere aos subsídios para sua operação. Seus recursos financeiros são originados do governo do Estado de São Paulo e de instituições nacionais e internacionais de fomento.

  

Comentários