Polícia Municipal e PM apresentam balanço de ação preventiva realizada de 1 a 20 de fevereiro

Um velho ditado, bastante sábio, por sinal, traz uma dica importante: a união faz a força. E quando o assunto é segurança pública, ele se encaixa perfeitamente. Desde o início de fevereiro uma ação conjunta entre Polícia Municipal de Jaguariúna (ex-GM) e a Polícia Militar do Estado de São Paulo tem sido constante nas ruas e avenidas da cidade.

O objetivo, de acordo com o comando das duas corporações, é barrar e sufocar qualquer ação criminosa que ameace a segurança da população. Um balanço da operação, apresentado pelo comando da Polícia Municipal, abrange o período de 1 a 20 de fevereiro, quando as ações conjuntas se concentraram em pontos considerados estratégicos pelas forças de segurança.

Conforme o comandante da Polícia Municipal, Paulo Cesar Altheman, foram averiguados mais de 600 veículos e pelo menos 1200 pessoas foram abordadas preventivamente. Além disso, três pessoas que eram foragidos da justiça foram capturadas e aconteceram 3 prisões por furto qualificado, enquanto outras 5 foram encaminhadas à Delegacia de Polícia por suspeita de tráfico de drogas.

A operação também contabilizou o atendimento a dois casos de violência doméstica e uma averiguação por uso de documento falso (possível estelionato). O resultado da operação agradou ao secretário de Segurança Pública de Jaguariúna, Renato José de Almeida Chaves Filho, mais conhecido como Tenente Renato, por ser Policial Militar da reserva.

“Temos a favor da segurança pública o fato de as duas corporações, tanto a Polícia Municipal quanto a Polícia Militar, conhecerem bem a cidade e saberem quais são os pontos considerados mais delicados, ou seja, aqueles em que nosso trabalho preventivo e de combate efetivo à criminalidade rende os resultados esperados, então, sempre estaremos juntos para garantir a tranquilidade da população de Jaguariúna”, disse o secretário.

Já o comandante do Pelotão da Polícia Militar de Jaguariúna, Sub-Tenente PM Norder, que assumiu o comando em setembro do ano passado, destacou a importância dessas ações como resultado de um trabalho cada vez mais integrado entre as duas forças.

O oficial lembrou que isso é o desdobramento de ações como o Vizinhança Solidária, que já começou a ser implantado na cidade, e das estratégias traçadas após as reuniões do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança), do qual também participa a Polícia Civil de Jaguariúna. “Garantir a tranquilidade diária aos moradores de Jaguariúna é uma tarefa para a qual estamos preparados, e quando isso é feito em conjunto só melhora os resultados”, destaca Norder.

Matéria: ASCOM –  Fotos: Divulgação/Polícia Municipal de Jaguariúna

  

Comentários