Projeto irá valorizar Patrimônio Histórico itapirense

Um projeto de preservação e valorização do patrimônio material e imaterial de Itapira será implantado no município. A ação ocorrerá através de uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Turismo e a professora doutora em Arquitetura e Urbanismo da UNASP (Centro Universitário Adventista de São Paulo), Raissa Pereira Cintra de Oliveira, que fez na quarta-feira, dia 21 de junho, a apresentação da proposta de trabalho a ser executada com apoio de cinco alunos da Unasp.

“Através de um levantamento apresentado pela Raissa com dados de 1985 e 2005 ficou claro a degradação de nosso patrimônio histórico e a urgência de se criar mecanismos para trabalhar a preservação”, afirmou o diretor de Cultura, Ricardo Pecego.

Além da realização de um inventário elaborado pelas alunas de arquitetura e urbanismo, o projeto também pretende trabalhar o patrimônio através da memória. A professora apresentou um projeto chamado Mapa Sentimental que contou com a participação de alguns personagens, dentre eles o memorialista Jácomo Mandato. Através das histórias contadas, ela relacionava as descrições com mapas da cidade. “Todas essas memórias tinham em comum o Parque Juca Mulato e, por isso, o projeto será iniciado nessa região”, completou Pecego.

Ainda de acordo com o diretor de Cultura, as primeiras ações do projeto já começam agora com a mobilização de pessoas e instituições importantes e também o contato com outras secretarias que serão envolvidas.

Além do diretor de Cultura e do secretário de Cultura e Turismo, Tiago Fontolan, e de três alunas da UNASP, participaram da reunião de apresentação da proposta representantes da Associação Comercial e Empresarial de Itapira (Rafael Aparecido Pedroso), da Igreja Presbiteriana (Fati Cintra Anacleto), do Instituto Américo Bairral (Tamiris Domingues), do Museu Histórico e Pedagógico Comendador Virgolino de Oliveira (Éric Apolinário) e do Conselho Municipal de Cultura (José Antônio Valverde).

Matéria: ASCOM

  

Comentários