fbpx

Recursos federais já são suficientes para a merenda escolar

Proposta do atual governo, a municipalização da merenda escolar foi implantada neste ano e já traz inúmeros benefícios para o Município. Desde a sua implantação, os resultados vem surpreendendo a equipe da Secretaria de Educação, já que agora, os recursos federais recebidos para a alimentação escolar já são suficientes para cobrir as despesas.

Além da economia para o Município, a qualidade da alimentação oferecida às crianças melhorou. Agora, os diretores escolares – que antes, quando o preparo e compra dos alimentos eram terceirizados, não poderiam interferir no preparo do alimento, tem acesso direto com as merendeiras, podem sugerir e controlar o estoque.

“Hoje os alunos podem ter aula de culinária, fazer festinhas de aniversário e várias outras coisas. Neste mês por exemplo, várias comidas típicas de festa junina estão sendo servidas. Na EMEB ”Braúlio” eles estão dando autonomia às crianças, que já se servem sozinhas, pegando a quantidade que elas mesmo querem”, disse a secretária de Educação, Roberta de Mello Francatto.

Segundo a comandante da pasta, são atitudes educacionais que fazem o aluno aprender a comer e não desperdiçar. Antes, na época da terceirização, tudo o que sobrava era jogado fora. O desperdício representava de 30 a 40%. Municipalizada, a preocupação passa a ser ainda maior. Tudo o que é servido em todas as unidades é recolhido e armazenado como amostras para controle.

A variedade no cardápio também pode ser observada nas Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs), Centro Educacionais Municipais de Primeira Infância (CEMPIs) e entidades conveniadas. A Prefeitura montou também um centro de distribuição de alimentos estocáveis e não perecíveis na sede da Secretaria de Agricultura. Os alimentos são recebidos no local e, posteriormente, distribuídos às unidades escolares conforme demanda.

Valores

O valor mensal da merenda administrada pela Prefeitura tem sido de R$ 323 mil e R$ 393 mil, valores de abril e maio, respectivamente. São mais de 14 mil refeições por dia, que representa um custo estimado em R$ 18 mil. A Secretaria de Educação estima que, por ano, a merenda municipalizada deve custar R$ 3,6 milhões. Quando era terceirizada, esse montante chegava a R$ 9 milhões.

Custos por refeição

CARDÁPIO ESPECIFICAÇÃO CUSTO (MUNICIPALIZADA) CUSTO (TERCEIRIZADA)
DESJEJUM Crianças de EMEBs R$ 0,36 R$ 1,90
MERENDA Crianças de EMEBs R$ 1,30 R$ 2,97
PROJETO SER Período integral R$ 3,50 R$ 5,30
SERZINHO Período integral R$ 2,48 R$ 5,30
CRECHE (0 A 1 ANO) Berçário R$ 3,21 R$ 7,98
CRECHE (1 A 3 ANOS) Crianças R$ 2,48 R$ 7,90

Matéria: Prefeitura de Mogi Mirim

merenda

  

Comentários