Renato Moraes: a cabeça pensante do Música Livre!

Nascido em Osasco, criado em Carapicuíba, Renato Moraes veio com 12 anos de idade para Jaguariúna com a família devido ao emprego do pai. Longe da agitação dos grandes centros, ele escolheu Jaguariúna pra chamar de sua e hoje não troca o aconchego do interior por nada, prezando qualidade de vida e os laços de amizade.

Aos 13 anos, montou um grupo de samba (isso mesmo pessoal, não foi erro de digitação da repórter, mas não dá pra imaginar isso) tocando instrumentos como repique de mão e cavaquinho, depois veio o encanto pelo violão.

Como compositor, Renato Moraes procura transmitir sentimento e realidade, contando histórias de pessoas próximas ou pessoais, em uma de suas composições, See It ele descreve a saudade da mãe, que faleceu a quase seis anos. “Tudo que você vai fazer você tem que colocar o seu coração, quando você coloca o coração, ele fala por você”.

Em 2012, Renato Moraes gravou seu primeiro CD – MUSICA PRA FICAR DE BOBEIRA, um trabalho 100% autoral e independente. Músicas como Minha Felicidade, Guerreiro de Fé e Nem Sempre, nos fazem refletir sobre variados temas. “Não faço música para ganhar dinheiro, ficar famoso, faço para tentar ajudar as pessoas com a minha mensagem”.

Além de compor sentimentos em forma de música, Renato leva alegria pessoalmente a crianças e jovens, em especial para o Projeto Sonhar Acordado, criado no México, mas que no Brasil atende 12 cidades, incluindo Campinas com mais de 500 crianças e jovens atendidos.

A missão da ONG é a transformação do jovem através da transmissão de valores e mensalmente ele participa do programa Amigos para Sempre dentro do projeto, aprendendo os valores e colocando em prática através de atividades lúdicas, Renato já compôs várias músicas com os temas, levando alegria para as crianças da instituição.

Convidado pela amiga e também voluntária do projeto, Giorgia Teixeira, ele se encantou e usa isso para sair do automático. “Pra mim, não tem nada mais gratificante do que ganhar o abraço de uma criança depois de cantar uma música”.

Renato também é criador do projeto Música Livre em Jaguariúna, que arrecada produtos de higiene pessoal para instituições de Jaguariúna, Holambra e Santo Antônio de Posse. Sobre esse projeto falaremos mais na próxima semana, acompanhe na próxima edição do Jornal de Jaguariúna.

Matéria: Monique Lima

 


Comentários