Stock Car: Hot Car termina etapa dupla com dois top-10 de Felipe Lapenna

© 2022 Luís França – www.luisfranca.net – Direitos reservados.

Pela sexta etapa, piloto paulista terminou com uma quinta e uma sétima colocação. Tuca Antoniazi teve um 14º lugar após escalar 19 posições na primeira corrida.

Com duas etapas no mesmo fim de semana, a equipe Hot Car Competições viveu sentimentos extremos que só o automobilismo pode proporcionar. Voltando ao Velopark depois de quase três anos de ausência, a Stock Car Por Series estreou com os novos carros no circuito de Nova Santa Rita (RS). O sábado (2), válido pela quinta etapa da temporada 2022, foi de aprendizado para a equipe paulista. No domingo (3), com pista molhada e válido pela sexta etapa, a equipe conseguiu analisar os dados e aplicar as melhorias no setup, levando o piloto Felipe Lapenna pela terceira vez na temporada ao Q3 e largando da quinta colocação. O paulista terminou o fim de semana com uma quinta e uma sétima colocação. Tuca Antoniazi também teve um domingo positivo escalando 19 posições para terminar em 14º na primeira corrida.

Para a chefe de equipe Babi Rodrigues, foi um fim de semana para aprender a principal lição da categoria. “Foi um fim de semana extremamente desafiador e que nos ensina a principal lição da Stock Car: aprender com os erros, evoluir com os dados e chegar no acerto ideal. O bom da etapa dupla é que a gente tem a chance de fazer tudo de novo, de uma forma diferente e bem melhor, no dia seguinte. Foi o que aconteceu com a gente. No sábado tivemos dificuldades e não conseguimos achar o melhor equilíbrio dos carros, para o domingo a gente já tinha muita informação da pista”, avaliou Babi, a única mulher a chefiar uma equipe da principal categoria brasileira. “É um circuito que não recebia a Stock havia algum tempo, esse carro nunca tinha andado aqui e teve mais um fator que foi a chuva. O Felipe Lapenna fez duas corridas incríveis, o Tuca Antoniazi fez pontos importantes na primeira prova… foi uma corrida muito louca, cheia de incidentes e nós saímos com os carros intactos e mais fortes ainda para Interlagos”, completou.

Lapenna viu como positiva a etapa do domingo e agora começa a pensar em Interlagos. “Sábado foi um dia muito ruim, não achamos um setup legal para a pista seca e hoje foi completamente diferente com a chuva. Desde o primeiro treino a gente estava rápido, fomos para o terceiro Q3 da temporada e classificamos em quinto. A corrida foi muito boa, não deu pódio, mas marcamos 31 pontos e eu estou muito feliz pelo resultado. Agora é pensar em Interlagos e voltar para lá com a força da primeira etapa”, comemorou o piloto do Chevrolet Cruze #110.

Correndo em casa, o gaúcho Tuca Antoniazi ficou satisfeito com o resultado da sexta etapa. “Foi o meu melhor resultado nesta temporada. Eu estava torcendo pela chuva, mas na tomada de tempo o meu parabrisa embaçou e eu consegui apenas uma volta. Correr em casa e marcar os primeiros pontos da temporada foi maravilhoso. Estou muito feliz”, disse o #54.

A primeira corrida da sexta etapa teve vitória de Gaetano Di Mauro com César Ramos em segundo e Matías Rossi em terceiro. Na segunda prova, o vencedor foi Bruno Baptista com Matías Rossi em segundo e Denis Navarro em terceiro.

No sábado, a equipe não achou um setup ideal para os carros e teve Lapenna terminando em 29º na primeira corrida e Antoniazi em 30º. A segunda corrida, o paulista ficou em 28º e gaúcho em 24º. A dupla classificou em 31º (LAP) e 34º (TUC).

A sétima etapa da temporada da Stock Car Pro Series será em Interlagos, na capital paulista, no fim de semana do dia 31 de julho. As equipes terão menos de um mês para deixar os carros pronto para a pista que também recebeu a etapa de abertura em 2022.

Resultado – Corrida 1 (top-10 extra-oficial)
1 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze), 24 voltas em 31min16s468
2 César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 3.435
3 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla), a 6.301
4 Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 7.154
5 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 8.209
6 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 9.425
7 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla), 14.992
8 Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), 15.329
9 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 15.901
10 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 16.583
14 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), 34.000

Resultado – Corrida 2 (top-10 extra-oficial)
1 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), 24 voltas em 31m18s750
2 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla), a 0.476
3 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 1.192
4 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 2.073
5 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze), 2.664
6 Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), 2.866
7 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 4.813
9 Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), 6.592
10 Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla), 6.671
22 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), 2 voltas

© 2022 Luís França – www.luisfranca.net – Direitos reservados.

© 2022 Luís França – www.luisfranca.net – Direitos reservados.

© 2022 Luís França – www.luisfranca.net – Direitos reservados.

  

Comentários