Trinta mil pessoas prestigiam o Carnaval itapirense

Aproximadamente trinta mil pessoas passaram pelo Parque Juca Mulato durante os quatro dias de Carnaval itapirense. As maiores concentrações ocorreram no sábado, com o Circuito de Blocos e Show do Trio Arena e na terça-feira, quando ocorreu o desfile da Banda do Nheco.

Na avaliação do secretário de Cultura e Turismo, Tiago Fontolan, o evento superou todas as expectativas. “Foi realmente muito bom, com grande participação em todos os dias e o que é mais importante, um público formado por famílias”, pontuou.  “Porém, sabemos que temos vários pontos que ainda precisam ser melhorados. Repetimos algumas fórmulas de anos anteriores e percebemos que elas precisam ser revistas”, completou.

O Carnaval itapirense teve início no sábado à tarde com a realização do 1º Circuito de Blocos Zezo Marconi. A concentração dos blocos da Lira e Império dos Doidos ocorreu na Praça Mogi Mirim e de lá ambos saíram reunindo foliões no trajeto em direção ao Parque Juca Mulato. Na chegada, ambos fizeram suas apresentações e foram seguidos pelo show da Banda Champagne.

O ápice da noite foi o show do Trio Arena. O grupo, que é itapirense, fez sua primeira apresentação na sua cidade natal e reuniu milhares na quadra do parque e adjacências. A apresentação seguiu até perto da uma hora da manhã.

O domingo foi dedicado às crianças com a matinê no período da tarde. No início da noite, o Zin Caio Fábio Santos comandou, junto a professores convidados, o CarnaZumba. Centenas de pessoas participaram da aula aberta. Mais tarde, o palco foi tomado pelas músicas da Banda Champagne e um pouco mais tarde pela Bateria da Império do Samba, que ditou o ritmo dos foliões até perto da meia-noite.

A grande atração da segunda-feira foi a final do 1º Concurso de Marchinhas de Itapira. A banda oficial do evento, com participação do cantor Paraná e do secretário Tiago Fontolan, executou as quinze marchinhas finalistas. O julgamento ficou a cargo do cantor Zezo Marconi, que tem mais de 50 anos de carreira, de Toy Fonseca, fundador da Rádio Clube de Itapira, e Fernando Pineccio, repórter, fundador e coordenador editorial dos portais Megaphone Cultural e Itapira News.

Os critérios avaliados foram letra, melodia e arranjo e ao final da apuração foram premiadas as marchinhas ‘Ali Babá e o Espelho’ (1º lugar), do compositor João Carlos Domingues em parceria com Marcos Humberto Domingues, Tiago Henrique Rosa e João Carlos Domingues Jr, da cidade de Itapira (SP); ‘O Tempo Não Volta Atrás ‘ (2º lugar), do compositor Roni Valk, do Rio de Janeiro (RJ); e ‘Delação da Odebrecht’ (3º lugar), do compositor Lincoln Godoy, de Lindóia (SP). Além do troféu, os vencedores receberam R$1000,00, R$ 600,00 e R$400,00 pela 1ª, 2ª e 3ª colocação, respectivamente. Em seguida, a Banda Champagne deu segmento à folia.

Na terça-feira a agitação começou no fim da tarde com a matinê e o Aulão de Carnaval preparado pelo professor Anderson Koy, que levou um repertório variado e colocou centenas de pessoas para dançar durante aproximadamente três horas. Depois do intervalo, os foliões – principalmente formado por crianças – tomaram as ruas do Parque Juca Mulato para aguardar o desfile da Banda do Nheco. Nem a chuva dispersou toda a multidão que aguardava pela performance dos palhaços que há 35 anos fazem a alegria do Carnaval itapirense e da região. Ao fim do desfile, eles ainda se apresentaram na quadra do parque e foram seguidos pelo DJ, que encerrou a festa por volta das 23h30.

Matéria: Jaqueline Lopes

Carnaval de Itapira

Foto: Arquivo Carnaval de Itapira

  

Comentários