Vereadores repercutem resultados das urnas na primeira sessão após as eleições

Durante a 25ª sessão da Câmara, realizada na segunda-feira, dia 3 de outubro, dia seguinte as eleições, o principal assunto não poderia deixar de ser o resultado das urnas. Dos nove vereadores da atual Legislatura, sete tentaram a reeleição. Cinco conseguiram o objetivo: Aparecido Lopes(Cido Urso-PTB), Jesus Aparecido(Jesus da Farmácia-PSD), Jacinta Heijden(PSDB), Eduardo da Silva(Pernambuco-PSD) e Mauro Sérgio(Serjão-SD). José Zan(Zé Cabelo-PPS) e Sebastião Ribeiro(Tiãozinho-PTB) não alcançaram votos suficientes. O presidente da Câmara, Pedro Weel(PTB), e o vereador Dennis Peters(PSDC) decidiram não tentar a reeleição.

Completam o quadro de vereadores da próxima Legislatura a atual vice-prefeita e ex-vereadora Naiara Hendrikx(PMDB), o ex-vereador Mario Sitta(PSDB), o ex-prefeito Edison Itamar Picão (Edison da Farmácia-PV) e Lucas Simioni(PP).

Um bom público acompanhou o pronunciamento de vereadores, que de forma geral agradeceram a familiares e colaboradores, e parabenizaram o prefeito Fernando Fiori de Godoy, o vice Fernando Capato e os escolhidos para formar o Legislativo nos próximos quatro anos.

Reeleito com o maior número de votos (558), Cido Urso prometeu “trabalhar forte por Holambra nos próximos quatro anos, aumentando o número de indicações e projetos de Lei apresentados”. Revelou ainda planos para o futuro: afirmou que em 2018 será candidato a deputado estadual.

Resultado prático

Cido destacou dois pontos diferentes vividos durante a campanha. Em visita a moradores, disse ter observado “o quanto um trabalho bem feito significa na vida das pessoas”. Por outro lado, relatou o que classificou de “momentos de tensão”, com adversários políticos fazendo ameaças, criando boatos e divulgando montagens em vídeo sugerindo condutas ilícitas: ”Algumas pessoas tentam a todo instante manipular outras pessoas mas temos um Deus justo que sabe tudo o que nós fazemos no dia a dia e a vitória veio”.

Escolhido por 349 eleitores, Pernambuco teceu agradecimentos, relatou dificuldades da campanha e aconselhou os demais vereadores eleitos: ”Valorize o voto que você teve. Abra a porta do seu gabinete para a população saber que tipo de pessoa você é. Não lembre das pessoas só na hora da eleição”.

Para Jacinta Heijden, os 389 que recebeu foram reflexo do trabalho exercido nos últimos anos no Legislativo somado a seus princípios pessoais: “Minha vida é baseada na lisura, na ética e na honestidade e os votos conquistados foram com base nesses valores”, declarou.

Mais com menos

Jacinta resumiu sua forma de trabalhar em um lema pessoal: ”Fazer o melhor possível e me esforçar para fazer mais com menos. Assim devemos pensar e agir quando somos os responsáveis por gerenciar os recursos públicos”. Segundo a vereadora, com integração, interação com a população e compartilhamento de ideias será possível fortalecer o Poder Legislativo na busca constante por melhorias  para a cidade e para a população.

Terceiro vereador mais votado, com 397 votos, Jesus da Farmácia destacou o exercício de cidadania que as eleições proporcionam e frisou que a experiência adquirida durante o primeiro mandato e a proximidade com a população serão fundamentais para identificar problemas e propor soluções: ”Tenho certeza de que juntos continuaremos a trilhar o caminho do crescimento ordenado e do bem estar comum”, concluiu o vereador.

Reeleito com 285 votos, Serjão ressaltou a necessidade de união durante a nova Legislatura: ”Começaremos outra caminhada com o objetivo de fazer o melhor para a cidade, independente de qualquer coisa. Daqui para frente todos vestirão uma única camisa, a camisa de Holambra.”

Sem arrependimento

Apesar de não ter alcançado a reeleição, Zé Cabelo mostrou-se tranquilo com o resultado: ”não estou triste nem arrependido. Falta de trabalho não foi, trabalhei muito. Agradeço bastante à Câmara, tive muitas experiências, aprendi muito”. Ele também agradeceu os votos que recebeu e a forma como foi acolhido durante a campanha: “Em todas as casas que tive a oportunidade de visitar fui muito bem recebido”. Quanto ao futuro, declarou que pretende dedicar mais tempo à família e à sua atividade profissional.

O presidente da Câmara, Pedro Weel, agradeceu a parceria dos atuais vereadores e parabenizou os eleitos, especialmente o prefeito Fernando Fiori de Godoy: ”Trabalhei muito ao lado dele, espero que em companhia  de Fernando Capato ele possa fazer um trabalho com os pés no chão, já que o que ele recebeu há 4 anos não foi fácil”.

Em meio a agradecimentos, Pedro não esqueceu de um grande colaborador da atual Legislatura: ”Quero lembrar uma pessoa com quem aprendi muita coisa que é o falecido Géza. Ele tinha um jeito próprio de falar, mas ensinava o que fazer, o que era necessário, o que era correto”. O vereador Tiãozinho não se pronunciou durante a sessão.

Orçamento para 2017

O projeto de Lei que estima receita e fixa a despesa do município para o exercício 2017 chegou à Câmara e passou por leitura durante a sessão. O orçamento previsto é de R$ 92 milhões, incluindo R$ 12 milhões para a administração indireta (IPMH e Saehol).

Os setores que deverão receber o maior volume de recursos são a educação (R$ 23,2 milhões), saúde (R$ 13 milhões) e urbanismo (R$ 10 milhões). A população terá a oportunidade de conhecer com profundidade as previsões orçamentárias para 2017 em audiência pública a ser realizada no dia 19 de outubro, às 18 horas, na Câmara Municipal.

Duas indicações foram apresentadas: Cido Urso solicitou a contratação emergencial de um médico otorrino para substituir o profissional atual, que se encontra afastado em função de um acidente. Já Jesus da Farmácia pediu a instalação de armários para os alunos guardarem o material nas escolas.

Dennis Peters utilizou a tribuna e fez um apelo à administração municipal para que providências sejam tomadas a fim de evitar o escoamento de esgoto no rio Camanducaia, além da pavimentação das vias do bairro de mesmo nome.

A próxima sessão da Câmara de Holambra está marcada para dia 10 de outubro, a partir das 19 horas, na sede do Legislativo.

  

Comentários