Viveiro de Piracicaba se consolida como centro regional de distribuição de mudas nativas aos Associados do Consórcio PCJ

Ao longo de seus 30 anos de atuação junto ao Gerenciamento dos Recursos Hídricos das Bacias PCJ o Consórcio PCJ sempre buscou fomentar a importância da preservação ambiental, dentre elas, a recuperação ciliar e preservação de áreas degradadas as margens de cursos d’água e nascentes que apresentam-se como ação fundamental para garantia da qualidade e quantidade da água, principalmente em regiões que apresentam baixos índices de disponibilidade hídrica. Além da preservação ecológica, a restauração florestal amplia a infiltração de água no solo, recarregando os lençóis freáticos e minimizando os efeitos de erosão no solo e assoreamento de mananciais, ampliando a vazão dos cursos d’água.

Para que essas ações de recuperação ciliar ocorram, a conscientização ambiental de Empresas e Prefeituras em prol do meio ambiente é fundamental. Neste sentido, por meio de ação conjunta junto a Prefeitura Municipal o viveiro de Piracicaba vem se destacando como o principal parceiro da entidade na produção de mudas nativas para ações de reflorestamento ciliar nas Bacias PCJ, fornecendo em média aproximadamente 50 mil mudas nativas por ano, consolidando-se nos últimos anos como o principal centro regional de distribuição de mudas aos Associados do Consórcio PCJ.

Com apoio do Consórcio PCJ e parceria da Oji Papéis no final de 2019 o viveiro também ganhou novo espaço com sala climatizada para armazenamento de sementes. A sala “Ipê Branco” permite que as sementes coletadas para a produção de mudas no viveiro sejam armazenadas de forma mais adequada, com refrigeração e umidade controlada, permitindo o aumento da longevidade, preservação das sementes e melhor germinação futura.

Esses resultados positivos são fruto de muito trabalho e dedicação dos colaboradores do viveiro, da Prefeitura Municipal de Piracicaba e também de parceiros regionais que sempre acreditaram e se empenharam em ações de apoio ao Programa de Proteção aos Mananciais do Consórcio PCJ.

O Programa de Proteção aos Mananciais da Entidade (PPM) possui 28 anos de atuação e já plantou cerca de 4,5 milhões de mudas nativas em 2.700 hectares de matas ciliares, o equivalente a 3.610 campos de futebol, essa ação foi possível graças a captação de recursos através de projetos junto ao Fundo Estadual dos Recursos Hídricos (FEHIDRO) – SP, Ministério e Secretarias de Meio Ambiente de São Paulo e Minas Gerais, Programa R$ 0,01/m³ de Água Faturada do Consórcio PCJ, entre outras.

Para Francisco Lahóz, Secretário Executivo do Consórcio PCJ, “Cabe destacar que o Programa de Proteção aos Mananciais do Consórcio PCJ, pioneiro nas Bacias PCJ em ações de reflorestamento ciliar, vem garantindo sustentabilidade e continuidade, independente de captações de recursos externos, só possível graças às parcerias que a entidade possui, entre elas com 15 viveiros municipais espalhados pelas Bacias PCJ, tendo como destaque o viveiro de Piracicaba, o maior na produção e distribuição de mudas nativas”.

Mesmo com as dificuldades provocadas pela atual pandemia do COVID-19 as ações junto ao viveiro de Piracicaba não pararam. Somente nesse ano de 2020 já foram distribuídas pelo viveiro de Piracicaba mais de 10 mil mudas nativas para diversas ações em atendimento aos Associados do Consórcio PCJ, com planejamento e previsão para distribuição de outras milhares de mudas até o final do ano.

 

Sobre o Consórcio PCJ:

O Consórcio PCJ, fundado em 1989, é uma associação civil de direito privado, composta por 41 municípios e 24 empresas associados, que atua como uma agência de fomento, planejamento e sensibilização, com o objetivo de recuperar e preservar os mananciais, além de discutir a implementação de políticas públicas voltadas à gestão da água. A entidade é referência nacional e internacional na gestão de recursos hídricos, sendo membro de importantes entidades internacionais, como: O Conselho Munidial da Água, a Rede Internacional de Organismos de Bacias (Riob), a Rede Latino-Americana de Organismos de Bacias (Relob) e a Rede Brasil (Rebob).

  

Comentários