18 de Maio: Dia Nacional da Luta Antimanicomial

As avós repetiam à exaustão: “aproveite a infância, a melhor fase da vida”. Entretanto, a realidade – ao menos a atual –, é um pouco diferente. Estima-se que, no mundo, uma em cada quatro a cinco crianças e adolescentes tenha algum transtorno mental.

Famílias disfuncionais e emocionalmente instáveis – sobretudo com presença de drogas ou abuso de álcool – prejudicam, pouco a pouco, o bem-estar e a capacidade mental dos seus filhos. Para piorar, conduzem as crianças para o mesmo comportamento.

Há um aumento significativo nos casos de transtornos mentais na infância e adolescência; a falta de limites, estrutura familiar desorganizada favorecem esse aumento. Os pais não têm tempo para educar e criar os filhos e essa ausência geral é observada pelas crianças e gera sentimento de desamparo, muitas vezes reproduzidos, causando, assim, um sofrimento psíquico nesses jovens.

Em Mogi Guaçu, existe um serviço que presta atendimento com médico psiquiatra, psicólogas e terapeuta ocupacional, visando o diagnóstico e tratamento de crianças com problemas emocionais e de comportamento, bem como transtornos mentais.

Busca-se uma melhora na qualidade de vida e o resgate dessas crianças perante escola, família e sociedade, objetivando uma vida plena e possibilitando acesso a ferramentas que permitam que essas crianças estejam em plenas condições de atingir os objetivos da vida adulta.

O serviço descrito chama-se CAIA (Centro de Atendimento Infantil e Adolescente) e está situado à Rua Piauí, 413 no Jardim Centenário. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (19) 3818-1765.

* * *

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial será dia 18 de maio, com evento comemorativo no “Campo da Brahma”.

  

Comentários