fbpx

2ª Marcha para Jesus reúne cristãos de Pedreira e região

No sábado, 9 de agosto, foi realizada a 2ª Marcha Para Jesus de Pedreira, nas dependências do Centro de Eventos “Monsenhor Nilo Romano Corsi”.  A programação foi iniciada às 13 horas, com diversas atividades.

Após a participação especial da Corporação Musical Sant’Ana e a palavra dos ministros, pastores e do prefeito Carlos Pollo, o público foi convidado a participar da Marcha Para Jesus, que percorreu a Avenida Dr. Silvio de Aguiar Maya, Ruas Siqueira Campos, XV de Novembro, Antonio Pedro, e Avenida Papa João XXIII, voltando ao ponto de partida, o Centro de Eventos, onde acorreram os shows de Ministério de Louvor Imersus e logo após, Toque no Altar – Ministério Apascentar de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro.

O prefeito Carlos Pollo ressaltou durante a Marcha, a participação ativa dos cristãos. “O Poder Público apoiou o evento pelo segundo ano consecutivo, e o resultado foi extremamente positivo, reunindo famílias inteiras para momentos de oração e reflexão. Parabéns a todos que participaram da Organização da Marcha para Jesus de Pedreira”.

Cláudio Luis Cassiani, secretário Municipal de Cultura, lembrou na oportunidade, que o evento é um dos mais tradicionais do País, com edições desenvolvidas praticamente em todos os pontos do Brasil. “A Marcha para Jesus faz parte do Calendário Oficial de Eventos de Pedreira e a equipe da Secretaria de Cultura atuou ativamente junto a Organização do evento”.

O Presidente da Associação de Ministérios e Igrejas Evangélicas de Pedreira (AMIEP), pastor Célio Menezes, enfatizou que a Marcha Para Jesus representa a união, a comunhão de todos aqueles que acreditam em Jesus Cristo como filho de Deus. “Ela representa nosso desejo de expressar essa fé e declarar a bênção do Senhor sobre todos nós. Agradeço a participação de todos, em especial o apoio da Administração Municipal, através do prefeito Professor Carlos, com a nossa gratidão”, concluiu o pastor Menezes.

A Marcha Para Jesus faz parte do Calendário Oficial do País desde setembro de 2009, quando a Lei Federal 12.025 foi sancionada.

  

Comentários