ABCDorper terá número recorde de animais na Expointer

As raças Dorper e White Dorper terão um número recorde de inscritos na Expointer 2015. Participarão 26 exemplares Dorper, de quatro criatórios do Paraná e do Rio Grande do Sul, além de outros 82 ovinos White Dorper, de 11 criatórios de São Paulo e do Rio Grande do Sul. A Expointer, considerada umas das principais feiras de agronegócio da América Latina, ocorrerá de 29 de agosto a 6 de setembro, no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

O julgamento das raças Dorper e White Dorper será realizado nos dias 1º e 2 de setembro, na Pista 13, na área central do parque Assis Brasil. A avaliação ficará a cargo do engenheiro agrônomo Giancarlo Antoni, inspetor técnico da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (ARCO) e consultor em ovinocultura. “Espero encontrar bons exemplares de ambas as raças, que representem bem o material genético quê possuímos no Brasil, como também, que estes animais tenham bastante pureza racial com funcionalidade reprodutiva, locomotora e rusticidade”, diz Antoni.

O presidente da Associação Brasileira de Criadores Dorper (ABCDorper), Paulo Augusto Franzine, lembra que a Expointer 2015 será a primeira edição da feira com presença oficial da ABCDorper no julgamento de ovinos Dorper e White Dorper. O dirigente, que é criador em São Roque (SP), ressalta que a participação na mostra gaúcha é o reconhecimento do trabalho realizado desde 2005 no Rio Grande do Sul. “A introdução do White Dorper trouxe inúmeras vantagens aos criadores gaúchos, como o melhor ganho de peso e a garantia contratual de melhores preços e garantia de venda dos cordeiros”, sublinha. “Os excelentes resultados obtidos no cruzamento dos ovinos Dorper com as diversas raças carniceiras ou laníferas provam que essa raça é capaz de se adaptar e responde muito bem a um manejo profissional”, acrescenta.

Delegado da ABCDorper no Rio Grande do Sul, o criador Marco Aurélio Sanchotene Silva, de Dom Pedrito (RS), vê a participação da entidade na 38ª Expointer como um grande impulso para a divulgação das raças, principalmente a White Dorper, que terá a participação de 11 cabanhas do centro do país. “A White Dorper é a grande alternativa para cruzamentos industriais com as raças de lã. O cruzamento possibilita um maior volume de carne e os cordeiros nascem com a cor branca”, salienta Silva.

  

Comentários