Ações preventivas contra a Febre Amarela são tomadas em Amparo

Atendendo solicitação da Secretaria Municipal de Saúde de Amparo, a Superintendência de Controle de Endemias – SUCEN – criada em 1975 e vinculada à Secretaria da Saúde do estado de São Paulo, está hoje em Amparo, mais precisamente no Bairro dos Rosas, colocando armadilhas para capturar mosquitos e dentre os capturados pesquisar a existência da espécie Haemagogus (mosquito transmissor da febre amarela silvestre).

Esse trabalho teve início após a confirmação da morte de um macaco em consequência da febre amarela naquela área. O resultado chegou ao município em 16 de março de 2017.

Os corpos de outros cinco macacos encontrados sem vida no município já foram encaminhados para exames no Instituto Adolf Lutz e aguardam laudos. Ainda nessa etapa, haverá a nebulização de ambiente (operação fumacê) em todas as casas do Bairro dos Rosas.

Segundo Maria Silvia Bergo Guerra, Secretária Municipal de Saúde, na sexta-feira os agentes ambientais de Amparo estiveram no Bairro dos Rosas procurando larvas do mosquito transmissor da Febre Amarela e nenhuma foi encontrada. A Secretária esclarece que esta medida é preventiva e que visa orientar outras ações para o controle das doenças transmitidas por vetores e seus hospedeiros intermediários.

Hoje, segunda-feira, dia 20 de março, teve início a vacinação dos profissionais de Saúde que ainda não estão imunizados para que possam, ao depois, trabalhar na ação de vacinação dos moradores do Bairro dos Rosas, Boa Vereda e Areia Branca, prevista para o próximo dia primeiro do mês de abril. O passo seguinte será a vacinação de todos os moradores de Amparo, início esse condicionado à liberação das vacinas já solicitadas ao Ministério da Saúde.

Recomenda-se que os macacos não sejam sacrificados indiscriminadamente pela população eis que a morte desses animais é considerada “Evento Sentinela”  e servem para alertar as autoridades e o povo em geral sobre a presença da doença na área dando, assim,  o start para as medidas que precisam e serão imediatamente adotadas. Aliás, ao encontrar macacos mortos e/ou agonizando, a população deve entrar em contato com a Vigilância Epidemiológica para o recolhimento desses animais e averiguação da causa mortis através de exames do Instituto Adolf Lutz.

O prefeito Luiz Oscar Vitale Jacob determinou à Secretária Municipal de Saúde que implemente, com urgência, todas as ações possíveis para preservar a saúde da população amparense:  “o importante é manter a população bem informada, com absoluta transparência, sobre as medidas efetivas que já foram tomadas, que estamos tomando e que tomaremos eis que, só assim, deixaremos a população alerta, consciente, tranquila e protegida da Febre Amarela que, felizmente, não foi detectada em pessoas do nosso município”.

*Febre Amarela – A prevenção é crucial, de extrema importância. Elimine os criadouros em potencial da sua casa e propriedade rural.

** Informações sobre o assunto serão atualizadas sempre que um novo fato acontecer.

Matéria: Moisés de Camargo

febreamarelaamparo

  

Comentários