Águas de Holambra inicia primeira etapa do Saúde Nota 10

Nesta semana, a concessionária Águas de Holambra iniciou a primeira etapa do programa Saúde Nota 10, ação educativa direcionada aos alunos das instituições de ensino públicas e privadas do município de Holambra. A iniciativa promovida pela área de Projetos Socioambientais contempla na primeira etapa a realização de palestra e um concurso de desenho e redação; na segunda fase, acontece a apresentação de uma peça de teatro infantil, criada exclusivamente para o projeto pela produtora Roma Produções, e a premiação dos trabalhos selecionados.

A primeira instituição de ensino a receber o programa Saúde Nota 10 foi a Escola Municipal Jardim Flamboyant. Na oportunidade, mais de 300 alunos conferiram a palestra “Esgoto não é lixo”, ministrada por Felipe Rodrigues, da área de Projetos Socioambientais; Marcos Vinicius Antunes, coordenador da unidade e Júlio César Teixeira, operador da ETA Tulipas. Eles apresentaram informações do sistema de abastecimento e esgotamento sanitário do município e expuseram a importância do uso correto da rede coletora de esgoto, consumo consciente dos recursos hídricos, formas de preservação do meio ambiente. Ao final da conversa, os alunos receberam a cartilha “As aventuras da Bela Flora”.

A ocasião contemplou também a abertura do concurso de desenho e de redação. Cada aluno recebeu material para o desenvolvimento das atividades. Os trabalhos inscritos são julgados por um comitê interno da Águas de Holambra, composto por representantes de diferentes áreas dentro da empresa.

A premiação que inclui presentes como bicicleta para o primeiro colocado e jogos pedagógicos ao segundo e terceiro lugar.  De acordo com a coordenadora de Projetos Socioambientais, Maria Aparecida Draheim, mais do que incentivar os alunos à preservação do meio ambiente, o objetivo principal do programa, é transformar os estudantes em novos educadores ambientais.

“Nosso papel é incentivar as próximas gerações, sobre a responsabilidade que cada um deve ter com o meio ambiente. Desta forma, ao incentivarmos ações de preservação ambiental para uma criança, a sua família também passa a adotar hábitos diferentes, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida de todos”, conclui Maria Aparecida

 Matéria: ASCOM

  

Comentários