Águas de Holambra reforça protocolos de biossegurança contra Covid-19

Em um contexto de crise sanitária, a relação saneamento e saúde torna-se ainda mais evidente. A falta de recursos pode desencadear o surgimento de uma série de doenças que estão correlacionadas ao saneamento. Neste sentido, por se tratar de um setor classificado como serviço essencial, a Águas de Holambra tem implementado uma normativa preventiva mais incisiva, a fim de garantir que os profissionais que atuam na linha de frente da concessionária, trabalhem em condições adequadas de segurança e minimamente expostos a Covid-19.

Recentemente, a área de EHS – em parceria com o setor de Responsabilidade Social, promoveu uma edição especial de DDS – Diálogo Diário de Segurança, para reforçar a importância da manutenção dos procedimentos de biossegurança. Durante a ação, os profissionais receberam também frascos de álcool em gel para o uso individual.

Segundo a Analista de Meio Ambiente, Carla Nogueira, a empresa tem buscado alternativas e métodos que garantam a manutenção da saúde do colaborador e evite a disseminação do vírus de forma massiva.

“Reconhecemos que é de extrema importância o trabalho desempenhado pelas equipes técnicas para garantir manutenção dos serviços com o máximo de qualidade, especialmente, nessa perspectiva da pandemia. Para isso, a área de EHS tem implementado processos de fiscalização e orientações contínuas, a fim de assegurar que os colaboradores sintam-se confortáveis e seguros para atuar no dia a dia”, explica a engenheira.

De acordo com o diretor-executivo, Ozanan Pessoa, a concessionária tem atuado de forma incisiva na questão da prevenção para garantir que os reflexos da pandemia não afetem as operações e a atuação dos profissionais.

“Por estarmos inseridos dentro de um setor essencial, desde o início da pandemia estabelecemos uma cultura de prevenção contínua e, considerando o atual cenário, intensificamos ainda mais os protocolos de biossegurança, justamente por reconhecermos que os impactos provenientes da Covid-19 podem ir além das nossas atividades operacionais e afetar diretamente a prestação dos serviços”, ressalta o diretor.

  

Comentários