Assistência Social implanta serviço de acolhimento ao imigrante haitiano

A Secretaria de Assistência Social de Jaguariúna, através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Cruzeiro do Sul, está atendendo imigrantes haitianos que vivem na cidade. Desde o início de 2021, graças ao trabalho realizado pela Prefeitura, 41 adultos e crianças têm garantia e acesso aos direitos, autonomia e emancipação.

O trabalho auxilia essas pessoas que vivem em Jaguariúna de inúmeras formas. A equipe da secretaria faz reuniões técnicas com a rede municipal e com secretarias de outros municípios, visitas domiciliares e acolhe os haitianos que vão até a sede CRAS e também passa informações sobre como devem regulamentar a documentação para a autorização de residência temporária e permanente no Brasil e também a respeito da vacinação contra a covid-19 e serviços disponíveis no município.

Além disso, percebendo a dificuldade de comunicação desses imigrantes em português, a secretaria firmou parceria com o Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) para a tradução de documentação e formação em habilidade linguística como parte da garantia de direitos dessa população e apoio à formação dos técnicos para o trabalho com imigrantes.
A secretária de Assistência Social, Andrea Lizun, destaca que muitas vezes essas pessoas deixam seus países por falta de opções diante de uma situação de guerra, de violências sociais ou crises econômicas. “Recomeçar do zero não é fácil. Por isso, o trabalho da Prefeitura é tão importante. Em Jaguariúna temos políticas públicas adequadas às demandas que se apresentam e ações eficazes para a promoção e garantia da qualidade de vida dos migrantes”, concluiu a secretária.

  

Comentários