fbpx

Autoridades de Mogi Guaçu afirmam que ocorrência de Febre Amarela em Pinhal não afeta rotina da cidade

Rede pública de saúde oferece vacinação contra a febre amarela
Centro de Saúde de Brasília nº 8, 514 Sul, Plano Piloto, Brasília, DF, Brasil 17/1/2017 Foto: Andre Borges/Agência Brasília.
A Secretaria de Saúde recebeu nesta semana do governo federal 25 mil doses da vacina contra a febre amarela. O quantitativo faz parte da remessa mensal e é distribuído de acordo com a demanda de cada região administrativa. Segundo a pasta, lotes extras estão sendo enviados pelo Ministério da Saúde prioritariamente aos locais com maior incidência de casos, como Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo

A confirmação de duas mortes por febre amarela em Espírito Santo do Pinhal não muda a rotina de vacinação e ações de prevenção à doença em Mogi Guaçu.

Os dois municípios são limítrofes e pertencem à jurisdição da Diretoria Regional de Saúde (DRS) de São João da Boa Vista.

A informação é de que morreram dois irmãos de Espírito Santo do Pinhal. Eles foram infectados na zona rural limítrofe com Jacutinga (MG).

O laudo oficial foi emitido pelo Instituto Adolfo Lutz nesta quarta-feira, dia 7. Nesta quinta, 8, a Prefeitura de Espírito Santo do Pinhal divulgou nota com a confirmação.

Mogi Guaçu, segundo a Vigilância Epidemiológica, continua sem casos positivos da doença e mantém a rotina de vacinação normalmente.

De janeiro até agora foram aplicadas 7.575 doses da vacina nas 24 Unidades de Saúde da Prefeitura. O estoque é reposto semanalmente.

Este ano, foram registradas em Mogi Guaçu sete notificações de casos suspeitos, incluindo um de Engenheiro Coelho.

Todos ainda aguardam o resultado dos exames, mas já receberam alta médica. Em 2017, todos os 17 casos suspeitos deram negativo para febre amarela.

O Município de Mogi Guaçu é considerado Área de Recomendação de Vacina, pelo Ministério da Saúde, desde 2015, e não Área de Risco.

Matéria: ASCOM

  

Comentários