Barragem de Pedreira tem licença ambiental aprovada pela CETESB

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) concedeu ao Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE) a Licença Ambiental de Instalação Nº 2557 para a obra da Barragem de Pedreira, que ocorrerá entre os municípios de Pedreira e Campinas, no Rio Jaguari. O documento tem validade de seis anos a contar da data de sua emissão.

De posse dessa licença, o DAEE pode agora emitir a ordem de serviço ao consórcio vencedor da licitação para início das obras, que tem previsão de conclusão das mesmas de até 30 meses após seu início. A represa de Pedreira é uma das duas projetadas para ampliar a disponibilidade de água nas Bacias PCJ. O outro reservatório será construído na cidade de Amparo, no Rio Camanducaia, mas ainda não possui todas as licenças liberadas para o início de sua construção.

De acordo com o projeto, a represa de Pedreira ocupará uma área de 2,1 quilômetros quadrados no Rio Jaguari e vai permitir uma vazão regularizada de 9,6 mil litros de água por segundo.

As duas barragens são de extrema importância para a sustentabilidade hídrica das Bacias PCJ, já que atenderão três regiões de grande relevância econômica para o Estado de São Paulo e do país, que são: A Região Metropolitana de Campinas, o Pólo Petroquímico de Paulínia e o Aglomerado Urbano de Piracicaba.

Os novos reservatórios estão localizados abaixo do Sistema Cantareira e serão construídos pelo DAEE, com o objetivo criar uma reserva hídrica estratégica nas Bacias PCJ.

  

Comentários