Bomba caseira é deixada em trailer de lanche em Artur Nogueira

Uma bomba caseira foi deixada em um trailer de lanche, localizado na Rua Gustavo Beck, no Jardim Paineiras em Artur Nogueira e foi detonada pelo Esquadrão de Bombas da Polícia Militar na madrugada de desta quarta-feira, dia 20 de abril. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a dona do trailer, Iraci Dorta Balestre, de 40 anos, um funcionário foi quem percebeu a bomba. “Por volta das 21h30, o meu colaborador veio trabalhar e percebeu que haviam colocado fogo no trailer e me avisou”, contou.“Imediatamente eu vim ver o que tinha acontecido e percebi que havia algo diferente embaixo da roda, próximo ao tanque de combustível.Eu puxei e era uma espécie de bomba, ele [o funcionário] pegou e colocou afastado do carro e chamamos a polícia”,completou.

A Polícia Militar esteve no local e ao notar que se tratava de uma possível bomba acionou o Esquadrão de Bomba.

“Quando temos situações como essa [bomba ou artefato explosivo] nós temos um protocolo de segurança. Primeiro a gente isola a área, faz uma analise prévia do artefato, tiramos fotos e enviamos para o nosso comando, que repassa essas fotos para o Esquadrão Bombas. Se eles avaliarem que é uma bomba, como aconteceu aqui, eles se deslocam de São Paulo até aqui[Artur Nogueira] e em uma analise mais minuciosa, decidem se explodem a bomba no local, ou se levam para a capital”, explicou o Tenente Bruno Marcel Biffi, comandante da Força de Patrulha da Polícia Militar.

O material se tratava de uma bomba caseira feita com pólvora, areia e pó de serra.

O material se tratava de uma bomba caseira feita com pólvora, areia e pó de serra.

Ainda de acordo com o comandante, o que foi deixado no trailer era uma bomba caseira. “Quem deixou essa bomba aqui[no trailer] queria causar estragos. A bomba possuía uma quantidade considerável de pólvora misturada com pó de serra e areia. Se essa bomba tivesse realmente explodido onde ela foi encontrada, poderia ter  causado lesões em pessoas ou danos ao veículo”, frisou o Ten. Bruno.

O  Esquadrão de Bombas chegou ao trailer por volta das 2h e um dos integrantes do grupo vestiu uma roupa especial e após uma analise, resolveu detonar a bomba no local. A ação atraiu dezenas de pessoas.

"Eu trabalho aqui há anos e não tenho inimizade com ninguém" afirma Thena.

“Eu trabalho aqui há anos e não tenho inimizade com ninguém” afirma Thena.

Iraci, conhecida como Thena trabalha há  anos no local e afirma não ter inimigos e nem quem pode ter deixado a bomba ali. “Eu não tenho inimizades com ninguém, trabalho aqui há muitos anos, muita gente me conhece e gosta do meu lanche.Não imagino quem pode ter feito essa barbaridade comigo,” finalizou.

A Polícia Civil vai investigar o caso para descobrir quem pode ter colocado a bomba no trailer.

Matéria: Wagner Luan/CBA Notícias

  

Comentários