Câmara de Vereadores aprova Artur Nogueira Rodeo Festival por 6 votos a 5

A Câmara de Vereadores aprovou por 6 votos a 5 o Projeto de Lei (PL) 019/2007 de autoria do Executivo Municipal que institui o Artur Nogueira Rodeo Festival. A votação aconteceu durante a sessão realizada na noite de segunda-feira, dia 19 de junho, em Artur Nogueira.

Com o plenário da Câmara completamente lotado a votação aconteceu em meio a um clima tenso, tanto entre os vereadores como entre o público que, inclusive, se manifestou contra e a favor do projeto. Os vereadores que votaram a favor do projeto foram, Cristiano da Farmácia (PR), Rodrigo de Fáveri (PTB), Zé da Elétrica (PRP), Mineirinho do Bar (Pros), Lari Baiano (PSC) e Miltinho Turmeiro (PMDB). Já os vereadores Lucas Sia (PSD), Davi da Rádio (DEM), Professor Adalberto (PSDB), Beto Baiano (PRP) e Zé Pedro Paes (PSD) votaram contra o PL-019/2017.

Antes e depois da votação alguns vereadores justificaram seu posicionamneto contrário ou favorável ao PL-019/2017. Os contrários defenderam a tradição da Expo Artur que já acontece há 11 anos na cidade e criticaram a falta de informações do Executivo quanto ao desenvolvimento e realização do projeto. Já os favoráveis defenderam a criação de um evento que seja municipal e seja realizado com o minimo de gasto do dinheiro público.

Na justificativa do seu voto o vereador Lucas Sia (PSD) defendeu que a comissão organizadora da Expo Artur apresentou todas as informações solicitadas pelos vereadores de forma clara, enquanto a prefeitura deixou muitas perguntas sem resposta definida. “Na reunião que nós fizemos na quarta-feira passada a comissão organizadora da Expo Artur prontamente compareceu inteira e respondeu todos os questionamentos de forma clara, enquanto a prefeitura mandou apenas um representante que não tirou todas as nossas dúvidas. Então, eu acho que eles não podem ser injustiçados. Embora nós perdemos hoje essa votação, eu saio com minha consciência limpa, pois estou aqui para tomar decisões que sejam melhor para a população e não para meus interesses pessoais”, ressaltou.

O Vereador Davi da Rádio (DEM) defendeu que a Câmara gastou muito tempo tratando do assunto sobre o rodeio de Artur Nogueira que poderia ser resolvido com diálogo entre a Câmara Municipal e as partes interessadas. “Eu quero dizer que mesmo aprovado o projeto, esse assunto, eu acredito que voltará para a Câmara e nós estamos aqui para fazer nosso trabalho. Eu respeito o Poder Executivo e a opinião dos que votaram a favor do projeto e torcemos para que seja uma festa de sucesso. O que achei estranho e me deixou chateado é que o eu tomei como falta de respeito do poder Executivo que já está divulgando o evento mesmo antes da aprovação desta Casa. Isso ao meu ver é uma falta de respeito do Poder Executivo”, desabafou.

Em seu discurso o vereador Professor Adalberto (PSDB) defendeu a independência que deve ter a Câmara de Vereadores na hora de votar os projetos. Ele começou falando sobre a época da Ditadura Militar e de como participou na luta pela democracia, mas criticou as pessoas que confundem liberdade com libertinagem e postam comentários nas redes sociais sobre assuntos que desconhecem. Ele também falou da dificuldade de sendo da base do governo votar contra o governo. “Eu só devo satisfações aos meus eleitores e a mais ninguém, pois fui eleito legitimamente e o meu voto é a arma que tenho para defender vocês. Eu respeito a opinião de todos, mas também quero ser respeitado. Essa Casa deve ser independente e se ela é independente nenhum vereador deve sofrer retaliações”, destacou.

O vereador Zé Pedro Paes (PSD) usou uma história que aconteceu com seu avô para falar sobre a importância do Poder Público enxergar o povo e ouvir o povo. Quando meu avô foi convidado para ser candidato a prefeito de Limeira ele disse que não poderia ser candidato porque já não enxergava nem ouvia bem e um político deve enxergar e ouvir o que a população quer e precisa”, defendeu.

Para justificar seu voto a favor do PL-019/2017 o vereador Rodrigo de Fáveri (PTB) disse que o prefeito Ivan Vicensotti garantiu a ele que não será gasto dinheiro público no Artur Nogueira Rodeo Festival como era gasto antes os R$ 260 mil e também garantiu a participação efetiva de peões e entidades do município no novo rodeio.

Já o vereador Cristiano da Farmácia (PR) mencionou que durante a reunião realizada com a comissão organizadora da Expo Artur eles informaram que os gastos da Expo Artur chegam a R$ 1, 5 milhão, mas apresentaram uma prestação de contas de apenas R$ 600 mil. “Eles disseram que parte da prestação de contas não se encontrava com a Associação Expo Artur. Ora, não é a Expo Artur que realiza o evento? Ela não deveria ter essa prestação de contas?”, questionou.

Cristiano mencionou também que a Expo Artur não favorece a população da meneira como é realizada, pois apesar do investimento de dinheiro público os municípes não podem utilizar o nome ‘Expo Artur’ sem autorização da associação. Ele também lembrou que nada impede que a Associação Expo Artur participe do chamamento público que será realizado e organize a festa.

Durante toda a sessão os vereadores foram aplaudidos pelo seu posicionamento. Parte do público aplaudia os vereadores que votaram contra o projeto e outra parte aplaudia os que votaram a favor. Em certos momentos houve até mesmo manifestações públicas excessivas, com gritos e bate-boca que precisaram ser controlados pelo presidente da Câmara.

  

Comentários